Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS

Mineradora adere a movimento e mantém empregos por 60 dias

AngloGold Ashanti, que atua em Minas Gerais e Goiás, beneficia 4.700 famílias com a decisão


postado em 04/05/2020 17:37 / atualizado em 04/05/2020 19:12

Unidade Córrego do Sítio, da AngloGold Ashanti, em Nova Lima (foto: Ronaldo Guimarães/Divulgação)
Unidade Córrego do Sítio, da AngloGold Ashanti, em Nova Lima (foto: Ronaldo Guimarães/Divulgação)

A AngloGold Ashanti é mais uma empresa que anuncia a adesão ao movimento #nãodemita, durante a pandemia do Coronavírus. A empresa, que é dona da Mina de Morro Velho, maior do país em extração de ouro, anuncia que fará a manutenção dos empregos durante 60 dias. A medida passou a valer a partir de 17 de abril. Segundo nota distribuída pela empresa, o objetivo é a manutenção do seu time de profissionais com ações que seguem os mais altos padrões de proteção.

 

A crise da COVID-19 também gera grandes preocupações por seus impactos econômicos e sociais. Por isso, o objetivo é reforçar a confiança de que a crise passará, tornando esse momento menos instável e um pouco mais tranquilo para os empregados e familiares.

 

No total, 4.700 famílias serão beneficiadas com a decisão. A empresa está presente, hoje, em Nova Lima, Sabará, Santa Bárbara, Barão de Cocais, Caeté, Raposos, em Minas Gerais e Crixás, em Goiás. A AngloGold ressalta que essa é uma ação voluntária da empresa e excetuam-se desse compromisso, por exemplo, situações de razão justificada ou ações de força maior.

 
Doações

 

A AngloGold Ashanti, que atua há 185 anos no Brasil, já destinou, em março deste ano, a doação de R$ 1,5 milhão para instituições de saúde dos municípios onde atua, para ajudar no combate ao COVID-19. Os valores são para a compra de respiradores, ampliação de leitos, equipamentos médicos, entre outras contribuições. As instituições beneficiadas são: Hospital Nossa Senhora de Lourdes (Nova Lima), Santa Casa de Sabará, Santa Casa Nossa Senhora das Mercês (Santa Bárbara), Hospital Waldemar das Dores (Barão de Cocais), Santa Casa de Caeté, Unidade de Saúde Mista Dr. Francisco dos Santos Cabral (Raposos) e o Hospital Municipal de Crixás (Goiás).

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade