Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS EM MINAS

Quatro pacientes de hemodiálise testam positivo para COVID-19 em Brasília de Minas

Médico diz que quadro de pacientes é estável


postado em 20/04/2020 22:30 / atualizado em 20/04/2020 23:08

Hospital Municipal Nossa Senhora Sant'Ana, em Brasília de Minas(foto: Prefeitura de Brasília de Minas/divulgação)
Hospital Municipal Nossa Senhora Sant'Ana, em Brasília de Minas (foto: Prefeitura de Brasília de Minas/divulgação)
Quatro pessoas que fazem tratamento no Hospital Municipal Nossa Senhora Sant'Ana, em Brasília de Minas, no Norte de Minas Gerais, tiveram testes positivos para o coronavírus (COVID-19). São três homens e uma mulher. A informação foi divulgada na noite desta segunda-feira (20) pela Prefeitura do município. Os  quatro pacientes, por fazerem hemodiálise, integram um grupo de risco mais vulnerável. Mas, de acordo com o hospital, eles apresentam quadro estável e estão sendo monitorados.

As quatro pessoas submetidas a tratamento renal contaminadas pelo coronavírus são moradoras de outros municípios do Norte de Minas: duas de São Francisco, uma de São Romão e outra de Icaraí de Minas. Os quatro casos ainda não entraram no balanço oficial da Secretaria de Estado de Saúde. Segundo o governo de Minas, o estado tem 1.189 casos confirmados e 41 mortes provocadas pela COVID-19.

O médico nefrologista Sérgio Fabiano Vieira Ferreira, responsável pelo serviço de hemodiálise do Hospital Nossa Senhora Sant’Ana, informou à reportagem que foram tomados os cuidados com a saúde dos infectados e também para evitar a transmissão do vírus na unidade. O local abriga 200 pacientes de hemodiálise.

“Estão sendo seguidos os protocolos recomendados e sendo tomadas todas as medidas de proteção das equipes e todos os demais pacientes da hemodiálise”, afirmou Sérgio Fabiano. 

Ele disse que apenas um dos quatro pacientes contaminados com o coronavírus foi internado no final da tarde desta segunda-feira, por problema gastrointestinal, sem apresentar nenhum quadro de síndrome respiratória aguda. Os outros três continuam sendo monitorados em casa, com quadro estável, também sem sintomas respiratórios.

O especialista salientou que os quatro pacientes estão passando por exames constantes pelos riscos que enfrentam diante da Covid-19. Os quatro são hipertensos e três deles são diabéticos. Entre os quatro, dois têm mais de 60 anos e dois mais de 40 anos.

Os pacientes são submetidos a hemodiálise três vezes por semana e o tratamento não pode ser interrompido. Sérgio Fabiano informou que eles estão em tratamento em salas separadas para reduzir os riscos de transmissão do vírus para outras pessoas da unidade, que também são grupo de risco por apresentarem doença renal crônica.

De acordo com o médico, a contaminação da Covid-19 se deu por conta de uma familiar de um dos pacientes em tratamento de hemodiálise, que retornou recentemente de São Paulo.

Cidade já registrou uma morte

No domingo (29), a Prefeitura de Brasília de Minas informou que foi confirmada a morte de uma mulher por COVID-19. Ela esteve internada no mesmo hospital municipal. A paciente, de 75 anos, era de Varzelândia (80 quilômetros de Brasília de Minas). Mas, de acordo com o médico Sérgio Fabiano Vieira, não há nenhuma ligação entre a mulher que teve a morte confirmada por coronavírus e os pacientes da hemodiálise que contraíram a doença.

A mulher de Varzelândia morreu quinta-feira (17). Segundo os seus familiares, ela retornou recentemente de São Paulo, onde fazia o tratamento de câncer. Os médicos disseram que a doença estava em estágio muito avançado. A família acredita que a idosa adquiriu a COVID-19 na viagem de volta para o Norte de Minas. O caso dela ainda não foi contabilizado nas 41 mortes por coronavírus divulgadas nesta segunda-feira pela Secretaria Estadual de Saúde.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade