Publicidade

Estado de Minas

Governo cancela solenidade de 300 anos de Minas por causa da pandemia

Devido à COVID-19, o evento de 21 de abril em homenagem a Tiradentes foi suspensa. Ações do tricentenário da Capitania de Minas também foram canceladas


13/04/2020 10:47 - atualizado 13/04/2020 15:00

Com ruas vazias, Ouro Preto segue recomendações de isolamento social(foto: Leandro Couri/EM/DA PRESS)
Com ruas vazias, Ouro Preto segue recomendações de isolamento social (foto: Leandro Couri/EM/DA PRESS)

 

A tradicional solenidade do dia 21 de Abril, em homenagem ao herói Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes (1746-1792) e à Inconfidência Mineira (1788-1789), em Ouro Preto, na Região Central, foi suspensa pelo governo de Minas. Em nota divulgada na manhã desta segunda-feira (13), a assessoria do governador Romeu Zema informou que, "no momento, a prioridade do governo de Minas é combater a propagação da OVID-19 no estado, e, sendo assim, a realização de eventos oficiais está suspensa, em razão da pandemia"

Não bastasse interferir dramaticamente no presente e comprometer o futuro, o novo coronavírus conspira contra o passado das Gerais. À frente das comemorações dos 300 anos da Capitania de Minas, com programação cívica, cultural e educativa em 2020, o Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais (IHGMG) cancelou sessões e reuniões até 30 deste mês. O presidente da entidade, Luiz Carlos Abritta, explicou que a decisão está de acordo com a portaria do Ministério da Saúde sobre emergência em saúde pública de importância nacional.

Desta forma, foram suspensas as mesas redondas, reunião da comissão do Tricentenário, o curso de história oral (16/4) e sessão ordinária sobre a Inconfidência Mineira (25/4), entre outros.
 
Em Caeté, na Grande BH, ainda não há definição sobre cancelamento de festas alusivas aos 300 anos de Minas. A cidade está mobilizada para celebrar as datas, e vem assim desde 2019, com abertura do calendário e envolvimento da comunidade estudantil.

Vila Rica

Na cidade que comemora, em 2020, 40 anos do título de Patrimônio da Humanidade, o prefeito Júlio Pimenta decretou uma série de medidas para evitar o contágio pela COVID-19, em Ouro Preto, antiga Vila Rica. Entre elas, o fechamento da Casa da Ópera. Considerado o teatro (em funcionamento) mais antigo das Américas, a Casa da Ópera completará 250 anos em junho.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade