Publicidade

Estado de Minas

Cerveja contaminada em BH: vídeo mostra 10 perguntas e respostas sobre a investigação

Fizemos um resumo do que foi dito na coletiva de imprensa da Polícia Civil desta segunda-feira (13/1)


postado em 13/01/2020 16:25 / atualizado em 13/01/2020 19:14

(foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
(foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)


O caso das cervejas contaminadas em Belo Horizonte ganha novo capítulo com a segunda coletiva de imprensa da Polícia Civil sobre o caso, nesta segunda-feira (13/1). Os investigadores agora dizem que a contaminação atingiu tês lotes da cerveja (L1 1348, L2 1348 e L2 1354) e que o número de vítimas no inquérito deve dobrar. Separamos, neste vídeo, 10 perguntas que a polícia ajuda a responder nesta fase das investigações.

10 perguntas sobre a investigação

1 - O que a investigação já confirmou até agora?
2 -  Qual o potencial tóxico do dietilenoglicol?
3 - Quanto tempo leva para os sintomas se manifestarem?
4 - Quantas vítimas já foram confirmadas?
5 - Em quais lotes da cerveja já foram constatadas as substâncias monoetilenoglicol e dietilenoglicol?
6 - As investigações apontam as duas substâncias, mas a Backer apresenta notas fiscais apenas de monoetilenoglicol. O que explica isso?
7 - Em quais regiões da cidade essas cervejas contaminadas foram vendidas?
8 - O que há de concreto sobre a hipótese de sabotagem?
9 - Esse caso foi noticiado inicialmente via Whatsapp. Existe uma investigação sobre a origem das primeiras mensagens?
10 - Outros lotes serão analisados?

Veja as respostas no vídeo:


(*) Estagiário sob supervisão dos subeditores Fred Bottrel e Rafael Alves




Publicidade