Publicidade

Estado de Minas

Mulher é encontrada morta em hotel de Belo Horizonte

A vítima sofreu diversas perfurações nas costas com um objeto cortante. A arma do crime não foi encontrada. A suspeita é que o assassino tenha usado uma chave de fenda, punhal ou tesoura


postado em 26/12/2019 08:00 / atualizado em 26/12/2019 08:07

Mulher foi encontrada caída em um quarto do hotel(foto: Google Street View/Reprodução)
Mulher foi encontrada caída em um quarto do hotel (foto: Google Street View/Reprodução)

Imagens de câmeras de segurança serão analisadas para tentar identificar o assassino de uma mulher encontrada morta em um hotel no Centro de Belo Horizonte. A vítima, que estava sem documentação, estava caída dentro de um quarto com várias perfurações no tronco. A arma do crime não foi encontrada. A suspeita é que o assassino tenha usado uma chave de fenda, punhal ou tesoura. Nenhum cliente ou funcionário passou informações sobre o crime a polícia.

O crime foi registrado na noite dessa quarta-feira. De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM), um chamado foi feito a corporação depois que a mulher foi encontrada caída no quarto do hotel. Médicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram ao local e constataram a morte da vítima.

A perícia da Polícia Civil constatou que ela sofreu várias perfurações no peito e nas costas. Foram 14 ferimentos identificados. Ela não estava com documentação, mas a PM suspeita que seja uma jovem de 23 anos, que já é conhecida dos militares.

Segundo a PM, a porta do quarto onde a mulher foi encontrada estava parcialmente arrombada. O sangue encontrado no local indica que a vítima tentou correr e se esconder no banheiro. Manchas de sangue também foram achadas nos corredores. Ainda não se sabe se ela fugiu pelo local, ou se o sangue era do autor do crime.

O corpo da mulher foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte. O caso foi encerrado na Central de Flagrantes da Polícia Civil.

Ponto de tráfico de drogas


O estabelecimento é um local já conhecido por prostituição, uso e venda de drogas. De acordo com a PM, o dono do hotel tem um relacionamento amoroso com a irmão de Roni Peixoto, considerado braço direito do traficante Fernandinho Beira-Mar. O casal foi preso, segundo a polícia, em 22 de dezembro. No imóvel, foram encontradas armas e drogas.

Com a prisão, ainda segundo a PM, um outro homem assumiu o comando do hotel. Porém, ele acabou preso no dia 23 com uma arma de fogo no mesmo local. Este indivíduo tem extensa fica criminal.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade