Publicidade

Estado de Minas BELO HORIZONTE

Apresentação de vesperata lota CCBB, gera tumulto e muitas reclamações

Por falta de senhas e de informação, dezenas de pessoas não puderam assistir à apresentação da Vesperata de Diamantina. Revoltadas, muitas com mais de 60 anos, gritavam 'abre, abre, abre' do lado de fora do museu. Quem pôde ver elogiou


postado em 11/12/2019 21:06 / atualizado em 11/12/2019 22:11

A noite de estreia da "Rede Cidades Criativas", em Belo Horizonte, teve tumulto e indgnação. Dezenas de pessoas que foram até o pátio central do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), para assisitr uma apresentação da Vesperata de Diamantina, ficaram do lado de fora por falta de informação. Revoltadas, muitas delas com mais de 60 anos, esperaram na fila por mais de duas horas. Teve gente que viajou de Montes Claros, no Norte de Minas, e chegou não conseguiu participar.

Daura Guimarães, 86 anos, diz que foi avisada de que as senhas seriam distribuídas à noite. "Eles deviam, pelo menos, fazer duas sessões para resolver o problema, né? Eu nunca fui a Diamantina, era uma oportunidade que a gente tinha para assisir", afirmou.
 
A vendedora Mariana Reis, 28, se disse frustrada por não ter conseguido entrar. "Eu vim de Montes Claros. Eles não especificaram a quantidade de pessoas, por isso a gente esperou uma hora na fila", explicou.

"Eu e uma amiga de 80 anos ficamos em pé na fila até 19h15 e eles comunicaram que as senhas tinham acabado. Eu vi várias pessoas entrando sem a senha, conversei com uma funcionária e ela disse que, infelizmente, não podia fazer nada. Foi um desrespeito", ressaltou Lúcia Pedrosa, 65 anos.

Do lado de dentro do CCBB, mais insatisfação. A apresentação estava marcada para começar às 20h e se iniciou 40 minutos após o marcado. Pessoas reclamavam da falta de lugar para se sentar. Uma delas ainda contou que foi para a fila às 17h30  e que não era possível sair do pátio nem para comprar uma água.

Quem pôde entrar elogiou a apresentação da Vesperata de Diamantina(foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
Quem pôde entrar elogiou a apresentação da Vesperata de Diamantina (foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
Mas, depois que a presentação começou, os aplausos tomaram conta local. Quem conseguiu entrar, elogiou bastante a apresentação. 
 

Cidade criativa


A apresentação Vesperata de Diamantina fazia parte do lançamento da Rede Cidades Criativa. Isso porque, neste ano,  Belo Horizonte ganhou o título de Cidade Criativa da Gastronomia pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), inserindo Minas Gerais nesse seleto grupo internacional composto por 250 cidades espalhadas por todos os continentes.

O título de “Cidade Criativa” é concedido a cidades que se destacam em sete áreas: Artesanato e Artes Populares, Artes Midiáticas, Filme, Design, Gastronomia, Literatura e Música.

E, às 19h45, foi feito o lançamento da Rede Cidades Criativas de Minas Gerais somente para convidados.  O objetivo da  Rede Cidades Criativas é fomentar a integração entre cultura e turismo no estado, articulando a participação e cooperação entre as cidades que reconhecem a criatividade como um fator estratégico para o desenvolvimento sustentável.

A rede mineira é, justamente, inspirada pelo trabalho da Rede de Cidades Criativas da Unesco.
 
Além de BH a cidade mineira de Cataguases concorreu em 2019 ao título da Unesco, na categoria Audiovisual, mas acabou não sendo selecionada pela organização internacional.

Já Diamantina foi candidata na primeira fase de seleção, ainda junto ao governo brasileiro, como cidade criativa da Música.

Mais cedo, a Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult), em parceria com o CCBB, ofereceu uma programação com exibição de filmes e experiência gastronômica.

O Estado de Minas entrou em contato com a assessoria de imprensa do CCBB por e-mail, fora do horário comercial, e aguarda um posicionamento. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade