Publicidade

Estado de Minas MUDANÇA DE FOCO

Natal com cultura em BH: confira as atrações gratuitas para celebrar a festa

Cemig reduz gastos com decoração e investe em festa sustentável recheada de arte na capital mineira. Praça da Liberdade será enfeitada com ajuda de empresas


postado em 05/12/2019 04:00 / atualizado em 04/12/2019 22:58

Funcionários trabalham na instalação de iluminação natalina na Praça da Liberdade: projeções artísticas digitais vão compor a festa(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Funcionários trabalham na instalação de iluminação natalina na Praça da Liberdade: projeções artísticas digitais vão compor a festa (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)


Um Natal econômico, mas voltado para a cultura, sustentável, social e criativo. Essa foi a forma encontrada pela Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) para não que a festa dos cristãos não passe em branco e para não deixar para trás referências à data em Belo Horizonte. Gastando apenas 10% dos investimentos de anos anteriores, a estatal vai apresentar, a partir de sábado, um repertório recheado de atrações gratuitas e inovações na decoração de Belo Horizonte. O objetivo é também integrar a cidade e permitir a moradores de todas as regiões visitar e aproveitar a programação de uma das épocas mais esperadas do ano.

Em 2018, foram investidos R$ 5,5 milhões em decoração de Natal, entre a Praça da Liberdade, as árvores da Avenida Barbacena, o prédio da sede da companhia, no Bairro Santo Agostinho, na Região Centro-Sul de BH, e o interior do estado. Este ano, os recursos para decoração são da ordem de R$ 600 mil. “O foco são os serviços ao cliente e é para isso que o dinheiro será usado: obras e serviços”, afirmou ontem o diretor de Comunicação e Sustentabilidade da estatal, Marco Antônio Lage. “Este ano faremos um Natal mais voltado para a cultura, diferentemente de outros anos, quando a decoração era o foco. O fato de a Cemig ser a maior patrocinadora de Minas permite fazer parcerias e oferecer à comunidade a oportunidade de aproveitar apresentações artísticas”, completou.

Duas atrações emblemáticas não podiam ficar de fora. A Praça da Liberdade será enfeitada com o apoio das empresas que compõem o Circuito Liberdade e companhias patrocinadas ao longo de todo o ano pela Cemig, além da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-BH). Na fachada do prédio da sede, em vez das tradicionais lâmpadas de LED, haverá projeção artística digital de temas natalinos. “Importavam-se milhares de lâmpadas da China, que iam parar no lixo”, pontuou.

A decoração contará ainda com instalação de colunas interativas, réplicas dos antigos postes das tradicionais praças das cidades de Minas Gerais. Em cada cúpula, haverá uma projeção assinada pelo artista mineiro Eder Santos, criada exclusivamente para o Natal da companhia.

As comemorações vão chegar ao Centro Cultural da Cemig, que será reaberto em espaço moderno, de 475 metros quadrados, com a exposição Folia de Reis, que conta com peças de diversos artistas mineiros, sob supervisão do curador Tadeu Bandeira. O centro também contará com um cineteatro para exibição de produções audiovisuais e apresentações artísticas, que será inaugurado oficialmente em breve.

O Natal, voltado para a sustentabilidade, vai exibir poucas luzes nas árvores da Avenida Barbacena, que ganharão um toque bem mineiro: serão envelopadas com crochê feito pelos recuperandos da Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac) de Santa Luzia, na Região Metropolitana de BH. “Além de aprenderem uma atividade, têm redução de pena, remuneração e ganham uma profissão para sua ressocialização depois de cumprirem a pena”, destacou Marco Lage. Quinze árvores receberão a decoração especial e a ideia é que, ano que vem, a proposta se prolifere pela cidade.

Além das luzes, até o dia 21 haverá programação cultural diária, em palco montado do lado de fora do prédio da Cemig. Ela inclui feirinhas de produtos orgânicos, presentes de Natal e livros; além de um espaço gourmet montado na Avenida Barbacena, com foodtrucks que trazem o melhor da gastronomia mineira. As atividades incluem, ainda, a Vila Nataltech, um espaço tecnológico para o público jovem, que vai promover ações voltadas para a eficiência energética.

A população dos bairros mais distantes e da região metropolitana será incentivada a participar da programação. Ônibus vão levar estudantes de escolas públicas, seus familiares e vizinhos para as atividades. “É uma oportunidade para que toda a sociedade possa ver uma apresentação do Grupo Galpão, do Corpo Cidadão, uma Filarmônica, de um coral lírico. É programação de alto nível e todos devem ter acesso”, afirmou o diretor da Cemig.

Para 2020, a expectativa é ampliar tudo isso e começar desde cedo a firmar parcerias. E para quem não abre mão de estar bem perto do Bom Velhinho, lá estará ele. Até o dia 21, a criançada poderá tirar foto de graça com Papai Noel e levar a recordação impressa na hora. A expectativa é que pelo menos 100 mil pessoas participem dos eventos.


FIQUE LIGADO
Confira a programação natalina da Cemig

Dia 7, sábado
17h30 – Abre Alas, espetáculo de rua do Galpão Cine Horto
19h – Espetáculo musical Pé de Sonho

Dia 9, segunda-feira
19h – Quinteto de sopro Orquestra Filarmônica

Dia 10, terça-feira
19h – Palco Hip Hop

Dia 11, quarta-feira
19h – Jimmy Duchowny Quinteto Jazz

Dia 12, quinta-feira
19h – Queru Bloco (Projeto Querubins)
20h – Queixinho

Dia 13, sexta-feira
19h – Auto de Natal Grupo Hahaha

Dia 14, sábado
19h – Grupo Galpão – Espetáculo Tempo somos

Dia 16, segunda-feira
18h30 – Cenas Curtas, Cine Horto
20h– Coral Gremig

Dia 17, terça-feira
19h- Apresentação da Big Band do Cefart

Dia 18, quarta-feira
19h – Corpo Cidadão

Dia 19, quinta-feira
19h – Cia de Dança Palácio das Artes. Espetáculo Nuvens de Barro

Dia 20, sexta-feira
19h – Violas de Minas em Folias de Natal, com Chico Lobo
20h – Meninas de Sinhá

Dia 21, sábado 
19h – Ponto de Partida

Onde: palco montado do lado de fora do edifício-sede da empresa, na Avenida Barbacena, 1.200, Bairro Santo Agostinho


Publicidade