Publicidade

Estado de Minas

Cemig economiza no recurso e investe em atrações culturais no Natal

Este ano, os recursos para decoração são da ordem de R$ 600 mil. Haverá programação cultural diária, em palco montado do lado de fora do prédio da Cemig


postado em 04/12/2019 19:09 / atualizado em 04/12/2019 19:21

Na foto, obras para instalação das luzes de Natal na Praça da Liberdade(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Na foto, obras para instalação das luzes de Natal na Praça da Liberdade (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Um Natal ainda mais especial gastando apenas 10% dos investimentos de anos anteriores. Esse foi o desafio da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), que este ano está apostando na criatividade para deixar Belo Horizonte não apenas mais colorida, mas também plena de atrações culturais. “Este ano faremos um Natal mais voltado para a cultura, diferentemente de outros anos, quando a decoração era o foco. O fato de a Cemig ser a maior patrocinadora de Minas permite fazer parcerias e oferecer à comunidade a oportunidade de aproveitar apresentações artísticas”, afirmou nesta quarta-feira o diretor de Comunicação e Sustentabilidade da estatal, Marco Antônio Lage.

No ano passado, foram investidos R$ 5,5 milhões em decoração de Natal, entre a Praça da Liberdade, as árvores da Avenida Barbacena, o prédio da sede da companhia, no Bairro Santo Agostinho, na Região Centro-Sul de BH, e o interior do estado. Este ano, os recursos para decoração são da ordem de R$ 600 mil. “O foco são os serviços ao cliente e é para isso que o dinheiro será usado: obras e serviços. “

A Praça da Liberdade será enfeitada com o apoio das empresas que compõem o Circuito Liberdade e empresas patrocinadas ao longo de todo o ano pela Cemig, além da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-BH). Na fachada do prédio da sede, em vez das tradicionais lâmpadas de LED, haverá projeção artística digital de temas natalinos.

O Natal, voltado para a sustentabilidade, vai exibir poucas luzes nas árvores da Avenida Barbacena, que ganharão um toque bem mineiro: serão envelopadas com crochê feito pelos recuperandos da Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac) de Santa Luzia, na Região Metropolitana de BH.

Além das luzes, até o dia 21 haverá programação cultural diária, em palco montado do lado de fora do prédio da Cemig. E até o dia 21, a criançada poderá tirar foto de graça com Papai Noel e levar a recordação impressa na hora. A expectativa é que pelo menos 100 mil pessoas participem dos eventos.


Publicidade