Publicidade

Estado de Minas

Macaco que fugiu do zoológico de Montes Claros é recapturado

Macaco-prego escapou do zoológico no último sábado e virou atração após ser visto em duas escolas do município


postado em 03/12/2019 12:59 / atualizado em 03/12/2019 13:11

Vídeos mostram macaco em uma escola de Montes Claros(foto: Reprodução da internet/WhatsApp)
Vídeos mostram macaco em uma escola de Montes Claros (foto: Reprodução da internet/WhatsApp)


Tratadores do zoológico de Montes Claros, no Norte de Minas, recapturaram, na manhã desta terça-feira, um macaco-prego, que tinha fugido do local desde sábado.  Na segunda-feira, o animal  fez “visita” a uma escola particular de educação infantil e uma escola pública de ensino fundamental, virando uma atração para os alunos. 



Nos próximos dias,  bicho “fujão” será levado para o Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), junto com outros 11 macacos do zoológico de Montes Claros, anexo ao Parque Municipal Milton Prates e que está interditado. De acordo com a Secretaria  de Meio Ambiente do Município informou que a transferência ocorrerá entre os dias 13 e 16 de dezembro. Os primatas serão mantidos zoológico do instituto de  biofísica da UFRJ.

A coordenadora de Parques e de Zoológico da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Montes Claros, Kellen de Abreu, disse que o durante o período em que esteve “fugitivo”, o macaquinho fez um passeio pelas proximidades do zoológico, sobretudo, no Bairro Morada do Parque. Além das “visitas” às escolas, o animal foi visto na igreja, em uma praça e várias casas do bairro. Kellen disse que o primata  não causou nenhum problema para os moradores. “O macaco-prego é um animal muito dócil” e foi muito bem tratado pelas pessoas”, disse a servidora. Ela informou ainda que o macaquinho, após ser recapturado, passou por uma avaliação de uma veterinária, que constatou suas boas condições de saúde. 

O macaco-prego (Spajus nigritus),  pertence à família Cebidae, e é considerado um dos primatas mais inteligentes das Américas. O animal alimenta-se de frutos, sementes, flores, néctar, fungos, seiva, ovos, insetos e pequenos vertebrados. Para evitar riscos de intoxicação do macaquinho fujão, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente recomendou que as pessoas evitassem dar alimentos ao bicho. 

Zoológico interditado


Situado em área anexa ao Parque Municipal Milton Prates, o Zoológico de Montes Claros foi interditado em novembro de 2017. O alto custo de manutenção e de pagamento de funcionários foram os motivos alegados pela Municipalidade para a desativação. Foi decidido que os animais do recinto seriam transferidos para outros zoológicos em Minas Gerais e outros estados. 

De acordo com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, além de 12 macacos,  ainda encontram no zoológico três carcarás, oito araras, uma capivara e cinco papagaios. Todos eles, estão devidamente imunizados e vermífugos, sustenta o órgão. 

“Desde o início do mês de julho deste ano, que a Prefeitura de Montes Claros passou para o Instituto Estadual de Florestas de Minas Gerais (IEF), através de um termo de comodato, com duração de 25 anos, o espaço do Jardim Zoológico Municipal, que será transformado em Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS), e que irá abrigar animais capturados, resgatados ou entregues, vindos de locais inapropriados, como áreas urbanas ou cativeiro”, informou o secretário Municipal de Meio Ambiente de Montes Claros, Paulo Ribeiro.


Publicidade