Publicidade

Estado de Minas

Atingidos por rompimento de barragem protestam por reparação de direitos em Brumadinho

Entre as reclamações está o auxílio emergencial, que será pago até o fim de 2020, conforme decisão judicial da semana passada


postado em 02/12/2019 10:52 / atualizado em 02/12/2019 15:19

(foto: Reprodução da internet/WhatsApp)
(foto: Reprodução da internet/WhatsApp)


Moradores de Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, participam de uma manifestação na manhã desta segunda-feira no marco da entrada da cidade. Eles exigem reparação integral por conta do rompimento da barragem da mineradora Vale, que completa um ano no mês que vem. 


Entre as reclamações está o auxílio emergencial, que será pago até o fim de 2020, conforme decisão judicial da semana passada. Atualmente, o repasse é de um salário-mínimo mensal para cada adulto, meio salário-mínimo mensal para cada adolescente e um quarto de salário-mínimo mensal para cada criança. 

Recebem os pagamentos pessoas que comprovadamente residiam, anteriormente ao rompimento, nas comunidades de Córrego do Feijão, Parque da Cachoeira, Alberto Flores, Cantagalo, Pires e nas margens do Córrego Ferro-Carvão. Os manifestantes querem o pagamento sem restrição de localidade, sem data de término ou até a reparação total do município. 

(foto: Reprodução da internet/WhatsApp)
(foto: Reprodução da internet/WhatsApp)


Na lista de reivindicações dos moradores também consta punição para os responsáveis pelo rompimento da barragem, que matou mais de 200 pessoas, assessoria técnica nas comunidades, atendimento de psicólogos e psiquiatras, representação das comunidades atingidas em espaço de debate e negociação junto às instituições de Justiça e Vale, entre outras. 

Por meio de nota, a Vale afirmou que respeita a livre manifestação e que vem se encontrando regularmente com os representantes dos atingidos. “A Vale respeita a livre manifestação, desde que observado o direito de ir e vir e a propriedade, repudiando qualquer manifestação que viole tais direitos. Além disso, destaca que realiza encontros regulares com representantes legítimos dos atingidos pelo rompimento da barragem I, em Brumadinho, visando uma reparação célere e respeitosa”, afirmou.




Publicidade