Publicidade

Estado de Minas

Identificado o corpo da 255ª vítima de Brumadinho, um ajudante de 25 anos

Corpo encontrado na área do rompimento da barragem B1 da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, é do ajudante e funcionário terceirizado da Vale João Marcos Ferreira da Silva


postado em 21/11/2019 09:05 / atualizado em 21/11/2019 09:16

Trabalhos de busca em seu 300] dia encontraram o corpo do ajudante de 25 anos(foto: CBMMG/Divulgação)
Trabalhos de busca em seu 300] dia encontraram o corpo do ajudante de 25 anos (foto: CBMMG/Divulgação)
O 255º corpo encontrado em Brumadinho, no dia 20, na área soterrada pelo rompimento da Barragem B1 da Mina Córrego do Feijão, operada pela Vale, é o funcionário terceirizado João Marcos Ferreira da Silva, de 25 anos, que prestava serviço de ajudante no complexo de extração de minério de ferro no momento da ruptura.

A mãe dele, a cozinheira Cláudia Ferreira, de 47, moradora do Bairro Tejuco rondava a área do desastre desde os primeiros dias, procurando saber notícias do filho desaparecido. O reconhecimento só foi possível devido ao trabalho da Polícia Científica, por meio de comparação da arcada dentária do corpo.

Na época, ela disse à reportagem que tinha perdido um filho de 19 anos antes do rompimento. "O medo que eu tenho e rezo para isso é o de não enterrar meu filho nunca, ficar sem saber onde ele está. Só assim para a gente seguir em frente a vida", disse.

"Conforme informado, a identificação foi realizada pela equipe de Antropologia e Odontologia Forenses do Instituto Médico Legal, por meio de exame de arcada dentária. O corpo foi retirado pela família na madrugada de hoje (21)", informou a polícia por meio de nota.

Atualmente, 15 corpos ainda seguem desaparecidos, sendo vasculhados pelos Bombeiros há 301 dias. Ao todo, 395 pessoas foram localizadas, entre mortos e pessoas cujo paradeiro era desconhecido.

O corpo foi localizado justamente ao se completar 300 dias de operação ininterrupta pelas equipes do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais. Ele estava na área de busca denominada BH1 (Barreira Hidráulica). "Mais uma vez, o trabalho de inteligência pelos militares CBMMG para definição de áreas prioritárias foi fundamental na localização de mais essa vítima. O local onde o corpo foi localizado fica a 5,5 km de distância da barragem B1", informaram os Bombeiros.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade