Publicidade

Estado de Minas FERIADÃO

Violência mata vinte em estradas mineiras

Proclamação da República é violento nas estradas que cortam Minas Gerais. Só no sábado, uma batida entre um ônibus e um carro deixou cinco pessoas mortas na BR-262, em Campos Altos, na Região do Alto do Paranaíba.


postado em 17/11/2019 04:00 / atualizado em 17/11/2019 07:46

Veículo, que teria invadido a contramão em Campos Altos, foi destroçado. Cinco ocupantes morreram (foto: polícia rodoviária federal/divulgação)
Veículo, que teria invadido a contramão em Campos Altos, foi destroçado. Cinco ocupantes morreram (foto: polícia rodoviária federal/divulgação)

O recesso do feriado prolongado da Proclamação da República é violento nas estradas que cortam Minas Gerais. Ontem, mais um grave acidente aumentou a contabilidade de mortos no feriadão: uma batida entre um ônibus e um carro deixou cinco pessoas mortas na BR-262, em Campos Altos, na Região do Alto do Paranaíba. Desde a quinta-feira, pelo menos 20 pessoas perderam a vida em acidentes em rodovias mineiras. Dessas, oito morreram ontem.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o acidente em Campos Altos ocorreu por volta das 15h, próximo ao km 584, envolvendo um ônibus de turismo e um carro Honda Civic. O veículo ficou completamente destruído e todos os ocupantes morreram. Quarenta e duas pessoas estavam no coletivo, das quais duas ficaram feridas. A batida foi frontal. Informações prévias dão conta de que o carro de passeio perdeu o controle na curva devido à pista molhada, invadiu a contramão e colidiu com o ônibus. Uma pista foi fechada e o fluxo seguia com lentidão até as 18h de ontem. A identificação das vítimas não foi divulgada.

Mais cedo, Um carro capotou e deixou quatro pessoas feridas na BR-040, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o acidente ocorreu próximo ao km 565, em frente ao Clube Náutico, na pista sentido Belo Horizonte. Duas viaturas se deslocaram para o local. Entretanto, a Via 040, concessionária responsável pela rodovia, assumiu a ocorrência e enviou duas ambulâncias para atendimento.

As primeiras informações davam conta de quatro vítimas, sendo duas com sangramento intenso. O Estado de Minas tentou contato, insistentemente, com o plantão da concessionária em busca de mais informações sobre as vítimas, mas não obteve retorno. Por volta das 17h, a concessionária informou pelas redes sociais que não havia interdição na pista, mas que o fluxo seguia lento.

Também ontem na BR-040, mas na saída para Brasília, próximo a Felixlândia, na Região Central, a batida de frente entre um carro e uma carreta matou um dos ocupantes do automóvel. A pista ficou totalmente interditada, o que provocou lentidão no trecho. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente aconteceu entre um Santana e uma carreta Volvo. Os dois veículos bateram de frente. Ainda nãos e sabe qual veículo invadiu a contramão de direção.

Com o impacto, um ocupante do carro, que ainda não foi identificado, morreu na hora. Uma outra pessoa ficou gravemente ferida e foi socorrida por ambulâncias da Via 040 para um hospital de Curvelo. Parte da carga de soja, que era transportada na carreta, virou na pista. Por causa disso, ambos os sentidos foram totalmente interditados. O trânsito foi desviado para o acostamento, o que provocou lentidão.

O acidente entre um carro e um caminhão também deixou uma pessoa morta e complicou o trânsito na BR-381, em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, na manhã de ontem. Os veículos bateram de frente próximo a ponte sobre o Rio das Velhas.De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o acidente aconteceu no km 451, mas não havia detalhes sobre a dinâmica na batida. A vítima, que não havia sido identificada até a noite de ontem, estava no veículo menor. Por causa da colisão, a rodovia ficou parcialmente interditada no trecho. O congestionamento chegou a superar dois quilômetros em ambos os sentidos.

SEXTA-FEIRA VIOLENTA

 Três graves acidentes marcaram a noite de sexta. No fim da noite, um motociclista que trabalhava como entregador por aplicativo morreu ao colidir contra a divisão de concreto entre pistas do Anel Rodoviário de Belo Horizonte, na altura do Bairro Cachoeirinha, na Região Nordeste da capital. Chovia no momento do acidente e o condutor, que estava numa Honda CG no sentido Vitória, perdeu o controle e bateu na mureta. Ele tinha uma mochila de entregas nas costas e morreu na hora.

Sua identificação não foi possível pois o piloto não portava documentos. Na mesma noite, o acidente com uma van deixou uma pessoa morta e outras três feridas na BR-262, entre Santa Margarida e Matipó, na Região da Zona da Mata. O veículo saiu de Raul Soares e seguia para Muriaé. Em uma curva, o motorista perdeu o controle da direção e invadiu a contramão. O veículo, em seguida, saiu da pista e capotou. Na van estavam 12 pessoas. Segundo o Corpo de Bombeiros, um dos ocupantes morreu na hora. Outros três foram socorridos e encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Manhuaçu. Os outros passageiros recusaram atendimento.

Em Pirapora, no Norte de Minas, a batida entre um carro e um caminhão resultou na morte de duas pessoas e em dois feridos na BR-365. O veículo de passeio, segundo a Polícia Rodoviária Federal, invadiu a contramão e bateu de frente no caminhão. Morreram o condutor, identificado como Fábio Gonçalves Ferreira Rocha, de 32 anos, e Zilma Gonçalves Ferreira Rocha, de 57. Outras duas mulheres ficaram feridas e foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros.



Publicidade