Publicidade

Estado de Minas

Polícia prende suspeito de feminicídio durante operação contra receptação e adulteração de veículos

Encontrado no Espírito Santo, homem teria matado a ex-companheira a facadas em Belo Horizonte em 22 de setembro deste ano


postado em 11/11/2019 18:00 / atualizado em 11/11/2019 18:44

Em coletiva realizada na tarde desta segunda (11), Polícia Civil de Minas Gerais deu detalhes da prisão de Fernando Luiz Campos, suspeito de matar a ex-companheira a facadas(foto: PCMG/Divulgação)
Em coletiva realizada na tarde desta segunda (11), Polícia Civil de Minas Gerais deu detalhes da prisão de Fernando Luiz Campos, suspeito de matar a ex-companheira a facadas (foto: PCMG/Divulgação)

Receptação, tráfico de drogas e feminicídio. A ficha criminal é do mineiro Fernando Luiz Campos, de 42 anos, preso na semana passada pela Polícia Civil na praia de Jacaraípe - que fica na cidade de Serra, interior do Espírito Santo. Foragido desde o fim de setembro, o homem é suspeito de matar a ex-companheira a golpes de facada, após uma briga do casal.

Segundo relataram os delegados Ingrid Estevam e Arthur Vieira nesta segunda-feira (11), o criminoso foi localizado durante uma investigação sobre crimes de receptação e adulteração de veículos. No transcorrer da operação, os agentes da PCMG verificaram que já havia um mandado de prisão aberto contra Fernando em razão do feminicídio de Ladyslaine Barbosa Campos, de 41 anos. O assassinato teria ocorrido após uma tentativa malsucedida do suspeito de reatar o relacionamento com Ladyslaine, com quem ele foi casado por 18 anos e tinha uma filha de 13. Após desferir várias facadas na vítima, Fernando teria fugido. O corpo foi encontrado por familiares. 

Para a delegada  Ingrid Estevam, há evidências de que o crime foi premeditado, já que o réu levou uma faca para o quarto da esposa e deixou uma mala arrumada, de modo a facilitar a fuga. Em 2015, Ladyslaine chegou a denunciar à polícia que o marido era violento e a agredia com frequência sob efeito de drogas. 

Outros crimes

No momento da prisão, Fernando Luiz Campos foi flagrado com 3 kg de cocaína, motivo pelo qual responderá por tráfico de drogas. Segundo o delegado Wesley Campos, que investigava Fernando por receptação e adulteração de veículos, ele é praticante contumaz de crimes dessa natureza. O criminoso chegou a ser condenado por esses delitos, cumpriu pena e estava em liberdade há cerca de sete meses. 



Publicidade