Publicidade

Estado de Minas

Ação de combate a sífilis distribui preservativos e panfletos no metrô para conscientizar usuários

Doença sexualmente transmissível já contaminou mais de 8 mil este ano


postado em 23/10/2019 11:44 / atualizado em 23/10/2019 13:43

Paulo Filgueiras/ EM/D.A. Press
(foto: Paulo Filgueiras/ EM/D.A. Press )
As ações de combate à Sífilis embarcaram nos vagões do metrô de Belo Horizonte nesta quarta-feira (23). A campanha visa alertar a população sobre a importância de se ter um diagnóstico precoce da sífilis, tanto da adquirida quanto da congênita. E para chamar a atenção dos passageiros, a CBTU e o grupo de artistas do Mobiliza SUS realizaram intervenções nos trens e nas estações das 10h às 11h. 

As apresentações fazem parte das ações promovidas até o dia 25 pela Prefeitura de Belo Horizonte para alertar a população sobre os cuidados para evitar a doença. Com uma apresentação musical, as artistas distribuíram preservativos e panfletos educativos e orientaram os passageiros.

A sífilis é uma infecção sexualmente transmissível e pode ser transmitida também da mãe para o bebê durante a gestação ou parto. O uso do preservativo é a maneira mais segura de se evitar a transmissão sexual. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, 8.235 pessoas contraíram a DST entre janeiro e agosto de 2019. O diagnóstico e tratamento precoce diminuem as chances de adoecimento e transmissão para outras pessoas.

Cronograma de ações

 
Até dia 25 de outubro, das 8h às 17h
Intensificação da oferta de teste rápido nos Centros de Testagem e Unidades de Referência.
 
- Rua Saturnino de Brito, 17 – Centro /3º andar
- Rua Joaquim Felício, 141 – Sagrada Família
- Rua Paraíba, 890 – Funcionários
- Alameda Vereador Álvaro Celso, 241 - Santa Efigênia
 
24 de outubro, às 9h
Ação de mobilização próximo à Rodoviária e do Centro de Testagem e Aconselhamento UAI (rua Saturnino de Brito, 17 – Centro /3º andar).
 
 
*Estagiária sob supervisão do subeditor Frederico Teixeira 


Publicidade