Publicidade

Estado de Minas

Quadrilha que roubava até igrejas é presa na Grande BH

Suspeitos arrombavam estabelecimentos em Vespasiano e Lagoa Santa para furtar e vender os produtos na internet


postado em 19/09/2019 15:00 / atualizado em 19/09/2019 15:46

(foto: Polícia Militar/Divulgação)
(foto: Polícia Militar/Divulgação)

Roubos a residências, lojas e até a igrejas. Quatro pessoas foram presas nesta quinta-feira, suspeitas de formar uma quadrilha responsável por diversos arrombamentos em Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O material que era furtado, como roupas e sapatos, era comercializado em grupos de venda em redes sociais.

Na quarta-feira, a quadrilha havia arrombado a Igreja Batista Missionária e furtado os instrumentos musicais. No mesmo dia, um deles anunciou a venda de uma guitarra, um baixo e um violão no Facebook.

(foto: Reprodução/Facebook)
(foto: Reprodução/Facebook)
Entre os presos, está um taxista e um casal da cidade e um morador de Lagoa Santa. Eles têm entre 28 e 40 anos. A polícia acredita que a quadrilha agia principalmente no Centro. “O Alex, que morava em Lagoa Santa, já arrombou a cidade de cabo a rabo, do Oiapoque ao Chuí”, afirmou o sargento Guilherme, da 179ª Companhia de Polícia Militar, que fez as prisões.

De acordo com o militar, todo o material foi localizado no apartamento da mulher suspeita de envolvimento nos crimes, no Bairro Caieiras. Ela precisou ser internada no Hospital Risoleta Neves porque, de acordo com a Polícia Civil, havia sido atropelada antes do flagrante. 

A ocorrência foi encerrada na 2ª Delegacia de Plantão, no Bairro Jardim da Glória. O delegado expediu o auto de prisão em flagrante para os quatro suspeitos. A mulher está internada sob escolta e será enquadrada por receptação. Os outros três vão responder por furto e receptação.
 

* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie. 


Publicidade