Publicidade

Estado de Minas

Adolescente é morto a tiros próximo ao Fórum de Vespasiano

Buscas são feitas pelos atiradores, que estavam em uma moto e fugiram em alta velocidade. A vítima morreu no local


postado em 17/09/2019 14:47 / atualizado em 17/09/2019 17:40

Informações de testemunhas indicam que a vítima tinha acabado de sair do fórum quando foi atingida pelos tiros(foto: Sidney Lopes/EM/D.A.Press)
Informações de testemunhas indicam que a vítima tinha acabado de sair do fórum quando foi atingida pelos tiros (foto: Sidney Lopes/EM/D.A.Press)

A disputa de gangues rivais pelo tráfico de drogas terminou na morte de mais um adolescente na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Desta vez, o crime aconteceu no Centro de Vespasiano, em um local de muito movimento, nas proximidades do fórum da cidade. A vítima tinha acabado de participar de uma audiência, quando foi visto por um rival, que acionou os comparsas.  David Henrique Souza Ferreira, de 17 anos, acabou executado na presença da mãe e outros familiares na rua ao lado. O menor que o delatou e o pai deste garoto foram detidos. Outros envolvidos no homicídio estão sendo procurados.




O caso aconteceu por volta das 14h15. David foi ouvido no Fórum de Vespasiano em uma audiência de remição de pena, por crimes análogos ao tráfico de drogas cometidos por ele. Havia sido definido que ele faria prestação de serviços comunitários. Ao sair, ele acabou sendo visto por um menor integrante de uma gangue rival. “Os dois menores estavam sendo ouvidos no Fórum. Ao sair da audiência, um deles passou a informação, para comparsas, que o algoz foi visto na saída”, explicou o capitão Marcus Luiz, do 36º Batalhão da PM, responsável pela área.

David, que era conhecido por 'pão de queijo, estava junto com a mãe, o padrasto e o tio. Ao perceber a presença dos rivais, tentou correr, para a rua João Barbosa Fonseca, que fica ao lado do Fórum. Mas, acabou alcançado. “Os autores dos disparos estavam em uma moto verde. O piloto parou e o garupeiro pulou do veículo e foi em direção da vítima correndo. Em seguida,  atirou várias vezes”, contou o militar. O adolescente acabou atingido por quatro tiros, que atingiram a cabeça, as costas e o braço.

Os dois homens que estavam na moto fugiram e ainda estão sendo procurados. O adolescente que acionou os comparsas e o pai dele, que entregou o celular para que a denúncia fosse feita, foram presos pela PM e encaminhados para a delegacia

Guerra declarada


Levantamentos da Polícia Militar (PM) indicam que os envolvidos no assassinato integram diferentes quadrilhas que estão em disputa pelo tráfico de drogas. “Os envolvidos estavam em processo de crimes de tráfico de drogas. A vítima é do Bairro Vila Esportiva, e os autores do Bairro Daliana, na região do Morro Alto”, disse o capitão.

“Eles estavam fazendo ameaças entre si por meio das redes sociais. Falavam que qualquer integrante das gangues que saísse nas ruas, seriam vitimadas. Na audiência, não poderiam deixar ir comparecer, e, com isso, acabaram se encontrando”, contou.

O crime aconteceu em uma região movimentada da cidade, o que mostra a ousadia dos criminosos. “Eles foram muito audaciosos. Temos muito policiamento nas imediações, inclusive com viaturas próximas ao local. Para este crime, não mediram esforços”, contou. Segundo o capitão, alguns suspeitos já foram identificados.


Publicidade