Publicidade

Estado de Minas

PM suspende uso de radares móveis em rodovias federais delegadas à fiscalização estadual

Corporação segue determinação do presidente Jair Bolsonaro naquelas rodovias que são federais e cabe a ela o policiamento. Fiscalização com equipamentos portáteis continua nas estradas estaduais


postado em 15/08/2019 17:54

Anel Rodoviário terá fiscalização com radares móveis suspensa(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A PRESS)
Anel Rodoviário terá fiscalização com radares móveis suspensa (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A PRESS)
A fiscalização de velocidade com o uso de radares móveis também será suspensa pela Polícia Militar Rodoviária (PMRv) naquelas rodovias federais em que a fiscalização é feita pela corporação por convênio com o governo federal.

A informação foi confirmada pelo tenente-coronel Paulo Antônio de Moraes Paula, que é comandante do Batalhão de Polícia Militar Rodoviária (BPMRv).

A unidade é responsável pelo policiamento nas rodovias estaduais e federais delegadas da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Segundo o tenente-coronel, com o despacho do presidente, na Grande BH a fiscalização com equipamentos portáteis ou estáticos deixa de ser feita na BR-356 e no Anel Rodoviário, que tem trechos das BRs 040 e 381.

"É importante frisar que essa decisão vale apenas para as rodovias federais delegadas. Nas rodovias estaduais a fiscalização com esse tipo de radar continua", diz o militar.

Em todo o estado são cerca de 50 equipamentos, conforme o comandante do BPMRv. As demais frações militares que fazem o policiamento rodoviário em outras BRs delegadas à fiscalização estadual também vão deixar de usar os radares móveis nessas rodovias conveniadas do interior.

Mais cedo, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) emitiu uma nota confirmando que solicitou de seus servidores o recolhimento dos equipamentos móveis, até que seja feita a reavaliação dos procedimentos de fiscalização eletrônica de velocidade nas vias públicas do Brasil.


Publicidade