Publicidade

Estado de Minas

Clube no Jaraguá é condenado a pagar R$250 mil por morte de criança em piscina

Caso ocorreu em 2014 quando a menina ficou com o cabelo preso na sucção da piscina. Ela morreu no hospital horas depois.


postado em 15/08/2019 12:58 / atualizado em 15/08/2019 19:13

Mariana se afogou na tarde de 3 de janeiro 2014, quando brincava no Jaraguá Country Club(foto: Paulo Filgueiras/EM/DA Press - 06/01/2014)
Mariana se afogou na tarde de 3 de janeiro 2014, quando brincava no Jaraguá Country Club (foto: Paulo Filgueiras/EM/DA Press - 06/01/2014)
O Jaraguá Country Club, no Bairro Jaraguá, na Região da Pampulha, foi condenado pela Justiça de Belo Horizonte a indenizar os pais de Mariana Silva Rabelo de Oliveira, de 8 anos, que morreu afogada no local. 

Mariana se afogou na tarde de 3 de janeiro 2014, quando brincava no clube acompanha de tios. Após descer pelo toboágua, ela mergulhou na piscina próximo ao tubo de sucção (que ficava embaixo da queda do escorregador). O cabelo dela foi sugado com força e ela não conseguiu sair. Ela ficou submersa por três minutos enquanto os banhistas tentavam soltá-la.

De acordo com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), em 9 de agosto, o juiz Bruno Teixeira Lino da 28ª Vara Cível determinou o pagamento de R$ 250 mil por dano moral, além de R$ 1.824 por danos materiais.

O juiz também condenou o clube a pagar aos pais uma pensão mensal correspondente a 2/3 do salário-mínimo vigente na data do pagamento, desde a data do óbito até o dia em que a vítima completaria 25 anos, reduzida para 1/3 desse valor até a idade em que a vítima completaria 70 anos.

 

O Estado de Minas tentou entrar em contato com o  Jaraguá Country Club, mas não teve retorno. 


Publicidade