Publicidade

Estado de Minas

Van escolar bate em poste e deixa 13 feridos no Ribeiro de Abreu

Acidente ocorreu em cruzamento do bairro da Região Norte de Belo Horizonte, próximo ao Ribeirão do Onça


postado em 12/08/2019 12:47 / atualizado em 12/08/2019 14:08

Vítimas foram socorridas pelos bombeiros e Samu(foto: Leandro Couri/EM/D.A.Press)
Vítimas foram socorridas pelos bombeiros e Samu (foto: Leandro Couri/EM/D.A.Press)


Um acidente com uma van que fazia transporte escolar deixou 13 pessoas feridas no início da tarde desta segunda-feira no Bairro Ribeiro de Abreu, Região Norte de Belo Horizonte. Entre as vítimas estavam crianças, adolescentes e três adultos – sendo duas monitoras e a motorista. Todos usavam cinto de segurança. Possivelmente, a batida aconteceu devido a um problema mecânico no veículo. Para o Corpo de Bombeiros, a motorista pode ser considerada uma heroína, pois evitou que a van caísse em um córrego. Pessoas que passavam pelo local ajudaram a acalmar os passageiros, que ficaram desesperados.

Ver galeria . 6 Fotos Leandro Couri/EM/D.A.Press
(foto: Leandro Couri/EM/D.A.Press )


O veículo colidiu com um poste entre as ruas Carmópolis e São Judas Tadeu, próximo ao Ribeirão do Onça. Testemunhas contaram que um problema mecânico pode ter provocado o acidente. “Testemunhas oculares e a própria motorista, afirmaram que o veículo estava descendo a via quando houve um tilintar de metal. Aparentemente, perdeu os freios e veio a colidir com um poste”, explicou o tenente Júlio Brant, do Corpo de Bombeiros.

Estavam na van aproximadamente dez crianças e adolescentes. Segundo o tenente, elas sofrerem pequenas escoriações, e luxações. “Nada muito sério. Os adultos, sendo a motorista e duas monitoras, também sofreram ferimentos leves. O mais grave foi de uma das mulheres, que sofreu um corte na região da cabeça. À princípio, segundo a avaliação dos enfermeiros, não foi nada sério”, afirmou o militar. As vítimas foram encaminhadas para os hospitais João XXIII e Risoleta Neves.

Para o tenente, a motorista da van pode ser considerada uma heroína. “Ela disse que ouviu um barulho estranho. Quando acionou os freios, não teve respostas. Tentou parar com o freio de mão, não conseguiu, mas fez a manobra e veio colidir com o poste. Importante salientar, e dar até um certo mérito para a motorista, pois poderia ter acontecido do veículo avançar e cair no córrego. Mas ela conseugiu a manobra e colidiu no poste”, contou.

Desespero e ajuda


A dona de casa Leilane de Souza passava pela região do Bairro Ribeiro de Abreu quando flagrou o acidente. De imediato, correu até o veículo para tentar acalmar as crianças. “A motorista veio buzinando desesperada. Quando chegou aqui, acabou batendo. Ajudei a acalmar as crianças. Pelo fato de ser mãe, acabei conseguindo”, contou.

“Elas estavam bem assustadas. Alguns sentido dores nas costas e na cabeça por causa do impacto. Choravam bastante, procurando pela mãe. Muitos não estavam conseguindo mexer os braços e pernas. Mas falei para eles me explicarem como que se joga bola, e conseguiram movimentar o corpo”, disse.

A dona de casa falou que uma das crianças chegou a ficar inconsciente. “Uma criança estava desmaiada, mas rapidamente voltou ao normal. A motorista também estava desesperada pode ter algumas crianças machucadas”, comentou.

Viaturas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Polícia Militar (PM). A Cemig também foi acionada para o reparo do poste danificado.


Publicidade