Publicidade

Estado de Minas

Greve geral em BH: estações do metrô só voltam abrir no sábado

De acordo com a CBTU, todas as 19 estações do metrô estarão fechadas ao longo de todo o dia. Todas as composições do metrô devem operar normalmente neste sábado


postado em 14/06/2019 11:43 / atualizado em 14/06/2019 12:07

Todas as composições do metrô devem operar normalmente neste sábado, das 5h15 às 23h(foto: Paulo Filgueiras/EM/DA Press)
Todas as composições do metrô devem operar normalmente neste sábado, das 5h15 às 23h (foto: Paulo Filgueiras/EM/DA Press)
As estações de metrô de Belo Horizonte vão permanecer fechadas durante toda sexta-feira. Isso porque os metroviários cruzaram os braços na greve geral marcada e não obedeceram nem mesmo a escala mínima determinada pela Justiça. Todas as composições do metrô devem operar normalmente neste sábado, das 5h15 às 23h.

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU-BH) informou no fim da manhã desta sexta-feira que o que o Sindicato dos Metroviários (Sindimetro-MG) optou por descumprir a liminar concedida pelo Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais que determinava a execução de escala mínima no Metrô de BH, com 100% dos trens circulando nos horários de pico.

"Em razão dessa decisão da categoria, todas as 19 estações do metrô encontram-se fechadas e assim permanecerão ao longo de todo o dia", informou a CBTU por meio de nota.

A liminar foi concedida a pedido da companhia e impõe ainda multa de R$ 200 mil. Ontem, Sindimetro-MG informou ao Estado de Minas que foi notificado sobre a decisão judicial por volta das 11h30 desta quinta-feira. Portanto, não seria possível desmobilizar a categoria às vésperas da paralisação. 

Para minimizar os efeitos da paralisação, a CBTU "solicitou ao TRT a notificação da Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans), Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop) e Transcom com o objetivo de viabilizar o aumento do número de veículos em circulação durante o horário em que não haverá trens."

A Polícia Militar (PM) também foi informado quanto à decisão liminar para que tome as providências que entender cabíveis.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade