Publicidade

Estado de Minas

Defensoria Pública faz mutirão de assessoria jurídica para população na Praça Sete

Objetivo é orientar as pessoas sobre todas as áreas da Justiça estadual, sendo um dos focos a violência contra a mulher. Ação vai até 12h desta segunda-feira no Hipercentro de BH


postado em 20/05/2019 10:17 / atualizado em 20/05/2019 10:28

Atendimentos começaram às 9h e vão até 12h desta segunda-feira, na Praça Sete(foto: Leandro Couri/EM/D.A PRESS)
Atendimentos começaram às 9h e vão até 12h desta segunda-feira, na Praça Sete (foto: Leandro Couri/EM/D.A PRESS)
Quem precisar de orientação jurídica gratuita pode correr até 12h desta segunda-feira até a Praça Sete, no Hipercentro de Belo Horizonte, onde a Defensoria Pública de Minas Gerais realiza um mutirão de atendimentos. O trabalhou começou às 9h de hoje.

Todas as esferas da Justiça serão contempladas pelo atendimento dos defensores e defensoras, mas esse ano o mutirão aposta na divulgação do trabalho em defesa das mulheres.

O enfrentamento à violência doméstica e familiar, o encarceramento das mulheres, a situação das mulheres negras no Brasil, os casos de violência obstétrica e as mulheres em situação de rua são áreas de atendimento em que os defensores e defensoras podem atuar em favor de quem tiver a necessidade desse tipo de assessoria jurídica.

No caso específico da violência contra a mulher, existe desde 2005 o Núcleo de Defesa dos Direitos da Mulher em Situação de Violência de Belo Horizonte (NUDEM-BH), hoje conhecido como Defensoria Especializada na Defesa dos Direitos da Mulher em Situação de Violência. A unidade faz cerca de 30 atendimentos de urgência por dia, cuja maioria está relacionada à solicitação de medidas protetivas em favor de mulheres agredidas e contra os agressores.

Fora do mutirão, o atendimento exclusivo para as vítimas de violência doméstica é feito de segunda a sexta, das 13h às 16h, na Rua Araguari, 210, no Barro Preto, e também no 3º andar do Fórum Lafayette, no corredor Ouro Preto, que também fica no Barro Preto. Fora de BH também há atendimento do Nudem ou defensorias especializadas nas cidades de Araguari, Contagem, Itajubá, Juiz de Fora, Uberlândia, Viçosa e Varginha. 

 

A iniciativa acontece em razão do Dia Nacional da Defensoria Pública, celebrado no dia 19 de maio e organizado pela Associação das Defensoras e dos Defensores Públicos de Minas Gerais (ADEP-MG) com o apoio da Defensoria Pública de Minas Gerais.

Um dos focos do mutirão desse ano é o atendimento às mulheres (foto: Leandro Couri/EM/D.A PRESS)
Um dos focos do mutirão desse ano é o atendimento às mulheres (foto: Leandro Couri/EM/D.A PRESS)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade