Publicidade

Estado de Minas

Sede do Instituto Brasileiro de Mineração será transferida para Minas

Ibram ficará instalado na Rua Sergipe, na Região da Savassi. Órgão privado representa as empresas que atuam no setor mineral


postado em 25/04/2019 19:20 / atualizado em 25/04/2019 19:33

(foto: Thiago Ventura/EM/D.A Press)
(foto: Thiago Ventura/EM/D.A Press)

 

O Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram) está de nova casa. A sede do órgão será transferida de Brasília (DF) para a Rua Sergipe, 1.440, na Savassi, Região Centro-Sul de Belo Horizonte. O objetivo, segundo o presidente do conselho-diretor, Wilson Brumer, é que o Ibram fique mais próximo de Minas Gerais, estado que abriga o maior número de empreendimentos do ramo.


No endereço, a entidade que representa as empresas de mineração ficará instalada no Mining Hub, incubadora voltada à indústria mineral. A previsão é que a mudança demore três meses para ser concluída.


Fundado em 1976, o Ibram tem como objetivo fomentar a inovação no setor, bem como a difusão das melhores práticas e tecnologias disponíveis no mercado. A organização não tem fins lucrativos e é de adesão voluntária.


A partir do Ibram, mineradoras contam com consultoria permanente sobre os futuros do setor. Entre os associados estão gigantes da área como Vale, AMG Mineração, Arcelor Mittal, Samarco e Vallourec.


No último dia 17, o instituto promoveu o “Seminário Técnico Internacional sobre Barragens de Rejeitos e o Futuro da Mineração em Minas Gerais”, que contou com a participação do governador Romeu Zema (Novo).


Em meio à crise do setor, Zema afirmou, na ocasião, que é possível garantir a operação segura das mineradoras a partir da tecnologia. “Estamos aqui niciando uma era pós-tragédias em Minas Gerais. Tivemos a tragédia de Mariana há três anos e, recentemente, a de Brumadinho e sabemos que há tecnologias e recursos disponíveis capazes de viabilizar esse setor, de forma que continue operando sem esse tipo de falha”, afirmou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade