Publicidade

Estado de Minas

Pai espanca e mata bebê de três meses em Andradas, Sul de Minas

Mãe relatou que pai bateu na criança durante três horas por causa de choro, presenciou os fatos e não fez nada para impedir


postado em 28/03/2019 16:51 / atualizado em 28/03/2019 18:37

A criança teve diversas paradas cardiorrespiratórias e morreu no Hospital Santa Casa de Andradas(foto: Google Street View/Reprodução)
A criança teve diversas paradas cardiorrespiratórias e morreu no Hospital Santa Casa de Andradas (foto: Google Street View/Reprodução)

A Polícia Civil prendeu, nesta quarta-feira, os pais de um bebê de três meses que foi espancado até a morte. Eles são suspeitos do homicídio que ocorreu na noite da última terça-feira em Andradas, no Sul de Minas. 

De acordo com a Polícia Civil, o recém-nascido, Yago Lourenzo, sofreu agressões consecutivas. Em depoimento, a mãe, de 19 anos, relatou que o pai, de 23, teria agredido o filho das 19h até às 22h. Quando ela colocou o bebê para dormir, percebeu que a respiração estava fraca e acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).


Segundo o delegado responsável pelo caso, os pais demonstraram frieza durante o depoimento. “A mãe relatou, bastante serena, que o pai arremessou a criança no berço, e que, inclusive, o móvel estalou. Ela disse que não queria que ele fizesse, mas não fez nada pra ele parar”, disse o delegado Fabiano Mazzarotto Gonçalves. 

O casal foi preso e encaminhado para o Presídio de Andradas. Eles vão responder por homicídio qualificado e podem cumprir pena de reclusão de 12 a 30 anos.
 
* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie. 


Publicidade