Publicidade

Estado de Minas

Assistente social é assassinada em Governador Valadares

A vítima teve parte do corpo queimado. A suspeita é que ela tenha sido morta a tiros. Nenhum suspeito do crime foi identificado


postado em 07/03/2019 14:20 / atualizado em 07/03/2019 14:31

Gracy Dalmacea Chaves, de 50 anos, foi encontrada morta ao lado de um carro(foto: Reprodução/Facebook)
Gracy Dalmacea Chaves, de 50 anos, foi encontrada morta ao lado de um carro (foto: Reprodução/Facebook)

O assassinato de uma assistente social de 50 anos em Governador Valadares, na Região do Rio Doce, ainda é um mistério. Gracy Dalmacea Chaves foi encontrada morta dentro de um carro parado em uma estrada vicinal com parte do corpo queimado. A suspeita é que ela tenha sido baleada. Uma garrafa contendo gasolina foi encontrado próximo ao veículo. Nenhum suspeito foi encontrado.

O crime aconteceu no fim da noite dessa quarta-feira. Por volta das 23h, uma pessoa que passava pela BR-259, uma estrada de chão batido que dá acesso a propriedades rurais, encontrou a vítima caída ao lado de um carro. A testemunha acionou a Polícia Militar (PM).

De acordo com o boletim de ocorrência, os militares encontraram o carro estacionado em um dos lados da estrada com a seta direita acionada. A porta do motorista estava aberta e Gracy estava caída de barriga para baixo. Foi constatado que ela teve parte do corpo queimado. Os ferimentos estavam na região da cintura. Uma garrafa com líquido inflamável foi encontrada próximo ao automóvel.

A perícia da Polícia Civil compareceu ao local e identificou que a vítima foi atingida por dois tiros, que atingiram o tórax e a mão da mulher. Segundo a PM, a suspeita é que os disparos tenham sido feitos por uma pessoa que estava no banco do passageiro atrás da vítima. Pois, foi encontrada uma perfuração na poltrona onde Gracy estava e o projétil caiu no tapete próximo aos pedais.

A bolsa da vítima foi encontrada com R$ 970 em dinheiro, além de objetos pessoais. O material foi levado para ser periciado. O veículo estava no nome de uma amiga de Gracy. Ela foi encontrada e informou que emprestou o automóvel para a vítima, que iria consertar o ar condicionado. As duas teriam viajado juntas.

O corpo de Gracy foi removido e encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Governador Valadares. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o caso.


Publicidade