Publicidade

Estado de Minas

Bombeiros encaminham mensagens da população aos colegas em Brumadinho

Tenente-coronel divulga 'corrente do bem' para que cartas e mensagens de apoio cheguem às equipes que atuam procurando as vítimas do rompimento da barragem da Vale


postado em 12/02/2019 12:55 / atualizado em 12/02/2019 15:57

Cartas de crianças e adultos, desenhos e outras mensagens têm sido recebidas pelos bombeiros(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Cartas de crianças e adultos, desenhos e outras mensagens têm sido recebidas pelos bombeiros (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)


Desde o início dos trabalhos de resgate às vítimas da tragédia causada pelo rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, militares do Corpo de Bombeiros têm recebido mensagens de apoio de crianças e adultos do estado e de diferentes partes do país. 

Até o momento, foram encontrados 165 corpos. Com o apoio de máquinas pesadas, os bombeiros seguem pela lama da barragem para tentar encontrar outras 155 vítimas desaparecidas. Como o trabalho é árduo, os recados da população têm servido de apoio aos bombeiros. 

(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Diante disso, a tenente-coronel Luciana Fróes divulgou uma campanha para que cada vez mais mensagens cheguem aos militares. 

“Temos recebido várias mensagens de apoio e carinho aos bombeiros que estão trabalhando em Brumadinho e às famílias vitimadas pela tragédia. Isso tem sido importante para renovar o ânimo de todos, porque é uma situação muito difícil”, escreveu o militar em mensagem divulgada em uma rede social. Ele também atuou no resgate no município. “Você, adulto ou criança, entregue sua carta ou bilhete nos quartéis de bombeiros da cidade ou nas viaturas e nós as entregaremos em Brumadinho”.

Segundo a tentente-coronel, as cartas podem ser entregues nos pelotões ou para militares em viaturas no estado. 

Nesta terça-feira, 333 pessoas trabalham nas buscas em Brumadinho. Sendo 150 bombeiros, 64 militares da Força Nacional, 96 bombeiros militares de outros estados e 23 voluntários. São 46 máquinas pesadas em operação, oito aeronaves. Os militares também reforçam as buscas com 18 cães. 

(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade