Publicidade

Estado de Minas

Bombeiros vistoriam carro no Rio Paraopeba, em Brumadinho, e não acham vítimas

A suspeita é que o veículo tenha sido arrastado para o rio pelo mar de lama que desceu da barragem que se rompeu na Mina do Córrego do Feijão


postado em 06/02/2019 15:52 / atualizado em 06/02/2019 18:57


O Corpo de Bombeiros confirmou que não há vítimas dentro do carro encontrado dentro do Rio Paraopeba, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Os militares inspecionaram o veículo e não encontraram nenhum ocupante dentro dele. Está sendo providenciado a retirada do automóvel.

Veja o perfis das vítimas das tragédia de Brumadinho

A suspeita é que o carro tenha sido arrastado pelo mar de lama que desceu da barragem B1 da Mina Córrego do Feijão, de responsabilidade da Vale, em 25 de janeiro. O rompimento da barragem da mineradora deixou já deixou 150 mortes, segundo último balanço divulgado pelas autoridades de segurança nesta quarta-feira. Ainda estão sendo procuradas 182 pessoas. A Polícia Civil já identificou 134 vítimas da tragédia.

Carro estava sendo vistoriado desde o fim da manhã de terça-feira(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Carro estava sendo vistoriado desde o fim da manhã de terça-feira (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)


O carro foi encontrado durante as buscas realizadas nessa terça-feira. Militares que percorriam o Rio Paraopeba em barcos avistaram o veículo, um Uno vermelho, que estava com as rodas para o alto. Com auxílio de ferramentas hidráulicas de corte de ferragens, conseguiram adentrar no veículo.

De acordo com o tenente-coronel Anderson Passos, do Corpo de Bombeiros, os militares conseguiram verificar que não há nenhum ocupante dentro do veículo, que está sem placas. Agora, está sendo feita uma operação para retirar o automóvel de dentro do rio.

Na tarde desta quarta-feira, 13º dia de buscas, há um efetivo 428 homens e mulheres, entre bombeiros militares e também voluntários civis. A operação continua em 40 pontos. Em alguns, os militares contam com ajuda de máquinas pesadas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade