Publicidade

Estado de Minas

No 13º dia de buscas, equipes procuram 194 desaparecidos em Brumadinho

Manhã começou com chuva fina, mas tempo ficou estável e 30 equipes já trabalham na região na manhã desta quarta-feira


postado em 06/02/2019 08:13 / atualizado em 06/02/2019 08:21

(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)


No 13º dia de buscas pelos desaparecidos da tragédia com a barragem da Vale em Córrego do Feijão, distrito de Brumadinho, na Grande BH, foi lançado um efetivo de 379 homens e mulheres, entre bombeiros militares e também voluntários civis. A manhã começou com uma chuva fina no centro de operações montado em Córrego do Feijão, mas o tempo melhorou e as 30 equipes com apoio de 21 máquinas pesadas e quatro caminhões foram lançadas em busca de 194 pessoas que ainda estão sob a lama de rejeitos.

Em atualização publicada no Twitter da Defesa Civil estadual de ontem a noite, 142 corpos foram retirados, dos quais 122 já foram identificados. Vinte corpos permanecem aguardando identificação no Instituto Médico Legal (IML) da Polícia Civil. Os dados divulgados pela força-tarefa que coordena as operações após o rompimento da barragem também apontam que três pessoas seguem hospitalizadas e 103 estão desabrigadas. 

Segundo o tenente-coronel Anderson Passos, do Corpo de Bombeiros, alguns pontos permitem a visibilidade normal para apoio dos helicópteros que compõem a força-tarefa. “Em outros pontos a visibilidade está mais restrita. Isso vai sendo ajustado ao longo do dia por questões de segurança nas operações de busca e salvamento”, diz o militar.

Ver galeria . 22 Fotos Novas fotos aéreas mostram situação na região atingida pelos rejeitos da barragem da Vale em Brumadinho, na Grande BH, na segunda semana após o desastreCorpo de Bombeiros/Divulgação
Novas fotos aéreas mostram situação na região atingida pelos rejeitos da barragem da Vale em Brumadinho, na Grande BH, na segunda semana após o desastre (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação )

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade