Publicidade

Estado de Minas

Morre jovem agredido no Instituto de Educação de Minas Gerais

Um aluno de 18 anos teria dado um chute na cabeça da vítima. Vítima será velada na cidade de Minas Novas e o enterro ocorrerá em Turmalina, no Vale do Jequitinhonha. Estudantes promovem abraço coletivo em homenagem


postado em 20/11/2018 10:24 / atualizado em 20/11/2018 19:36

Estudantes promovem abraço coletivo em homenagem ao aluno morto e em pedido de paz na escola(foto: Regina Helena Alves Silva/Facebook)
Estudantes promovem abraço coletivo em homenagem ao aluno morto e em pedido de paz na escola (foto: Regina Helena Alves Silva/Facebook)
Morreu na manhã desta terça-feira o adolescente de 17 anos que ficou gravemente ferido depois de uma briga no Instituto de Educação de Minas Gerais, escola estadual localizada no Bairro Funcionários, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado de Educação. O agressor, de 18, está preso.

 

"A Secretaria de Estado de Educação (SEE) recebeu com profundo pesar a notícia do falecimento do estudante do Instituto de Educação de Minas Gerais (IEMG), na manhã desta terça-feira, que estava internado no Hospital João XXIII desde a última quarta-feira, em virtude de agressão praticada por colega da escola", informou por meio de nota. 

 

Professores e estudantes do Instituto de Educação de Minas Gerais (IEMG) se uniram nesta terça-feira para um abraço simbólico em homenagem ao aluno que morreu, Luiz Felipe Siqueira de Souza. Durante a comoção, também foi pedido paz na escola.

 

Durante todo o período de internação, representantes da SEE e da direção da escola acompanharam a família, buscando dar todo o apoio necessário. "Segundo informou a família, o corpo do adolescente será velado na cidade de Minas Novas e o enterro acontecerá em Turmalina, no Vale do Jequitinhonha", completou. A SEE se colocou à disposição para vai auxiliar no transporte dos familiares. 

 

De acordo com a direção da escola, a briga teria começado quando os alunos jogavam futebol na quadra da escola. Inicialmente, o atrito teria sido apenas verbal. No entanto, um grupo de alunos acabou atingindo a vítima com socos e pontapés. 

 

Ainda conforme a direção da instituição de ensino, o adolescente tentou fugir para o interior da escola, mas lá dentro acabou sendo atingido com um chute na cabeça. Ele estaria de costas quando sofreu o golpe. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado no local e levou o aluno ferido ao Hospital João XXIII, onde ficou internado, com quadro preocupante, no Centro de Terapia Intensiva (CTI).

O corpo de Luiz Felipe será velado em Minas Novas, no Vale do Jequitinhonha. Logo depois, será enterrado no Cemitério Municipal de Turmalina (a 20 quilômetros de Minas Novas).

 

Agressor


O agressor do adolescente morto, um aluno de 18 anos, foi detido pela Polícia Militar. A Polícia Civil informou que o jovem foi encaminhado ao sistema prisional.

Segundo a advogada da família de Luiz Felipe, Adriana Eymar, o adolescente de 18 anos já possuía mais de 30 ocorrências na escola; entre elas, está uma agressão ao vice-diretor da escola. Ainda de acordo com a defensora, devido ao mau comportamento, a diretora do IEMG chegou a pedir sua transferência do jovem por diversas vezes.


Em nota, a Secretaria de Estado de Educação (SEE) confirmou que a transferência do jovem já havia sido requerida pela direção, mas não citou a agressão ao vice-diretor. Além disso, conforme a SEE,  o agressor possuía mais de 20 ocorrências e não 30, como havia informado a advogada da família da vítima.



Publicidade