Publicidade

Estado de Minas

Polícia Civil mira 200 alvos por tráfico de drogas em escolas e imediações em Minas

Operação realizada em todo o país visa diminuir comércio de entorpecentes entre crianças e adolescentes. Em Minas há mandados de prisão e de busca e apreensão sendo cumpridos


postado em 13/11/2018 11:44 / atualizado em 13/11/2018 13:04

(foto: Polícia Civil/Divulgação)
(foto: Polícia Civil/Divulgação)


Policiais civis de todo o estado estão nas ruas de Minas Gerais na manhã desta terça-feira para cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão relativos a 200 alvos investigados por tráfico de drogas dentro das escolas e em suas imediações. A operação, batizada de “Anjos da Lei”, acontece em todo o país e foi uma determinação do conselho de chefes das polícias civis de todo o Brasil.

De acordo com os delegados Carlos Capristrano, que é superintendente de Investigação e Polícia Judiciária, e Isabella Franca Oliveira, chefe da Divisão Especializada em Orientação e Proteção à Criança e ao Adolescente, na manhã de hoje já foram presos 21 maiores de idade e apreendidos 25 menores por tráfico de drogas. Os números podem aumentar, já que a operação segue em andamento e vai durar o dia todo. Três armas de fogo também foram apreendidas, além de pequena quantidade de drogas.

(foto: Polícia Civil/Divulgação)
(foto: Polícia Civil/Divulgação)


A Polícia Civil destacou que traficantes se valem do momento de descoberta de crianças e adolescentes para oferecer drogas, que muitas vezes são aceitas e podem iniciar uma jornada de vício. "Geralmente adolescentes, que podem ser aliciados tanto para ser usuários ou mesmo para comercializar drogas em alguns locais", diz a delegada Isabella Franca Oliveira.

Os traficantes também têm costume de aliciar alunos de escolas para vender os entorpecentes, principalmente pelo volume de pessoas que transitam pelos estabelecimentos de ensino, conforme a policial. "São locais que tem grande movimentação de pessoas na entrada e saída do horário escolar, que facilita a ação desses traficantes", completa.


Publicidade