Publicidade

Estado de Minas

Homem morre após ser atropelado por ônibus público no Norte de Minas

Acidente aconteceu na manhã desta segunda-feira (22) e cidadão morreu após ter as pernas esmagadas pelo veículo; segundo testemunhas, homem atravessava uma via sem prestar atenção


postado em 22/10/2018 18:27

Um homem de 48 anos morreu, na tarde desta segunda-feira (22), após ser atropelado por um ônibus que serve ao transporte público. O acidente aconteceu em Montes Claros, no Norte de Minas, por volta das 10h. A vítima chegou a ser socorrida, mas morreu na Santa Casa da cidade em razão de uma parada cardiorrespiratória.


De acordo com a Polícia Militar (PM), o ônibus estava parado em um cruzamento entre a Avenida Deputado Plínio Ribeiro e a Avenida Manoel Magalhães Filho (conhecida como Avenida das Palmeiras). Neste momento, o motorista convergiu à esquerda para transitar na segunda via. Foi quando houve o atropelamento.


Segundo depoimentos de testemunhas à PM, a vítima atravessava a avenida sem prestar atenção. O homem carregava uma sacola de frutas, quando foi atropelado. Os pneus dianteiros passaram por cima das pernas dele.


A vítima teve esmagamento dos membros interiores e sofreu um trauma torácico, conforme a polícia. Ele chegou a ser socorrido à Santa Casa de Montes Claros, mas morreu antes de passar por procedimentos cirúrgicos.


O ônibus pertence à Transmoc, responsável por cerca de 50% do transporte público de Montes Claros. Em nota, a empresa informou que a vítima “ingressou repentinamente, atravessando a via quando o semáforo estava verde para o ônibus”.


A companhia ressaltou, ainda, que o motorista respeitava os limites de velocidade no momento da ocorrência e que ele não teve tempo de “tomar qualquer medida para evitar o atropelamento”. A Transmoc também destacou que presta apoio ao motorista e à família do homem morto, além de contribuir com as investigações da polícia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade