...
Publicidade

Estado de Minas

'Vamos rezando e trabalhando', diz Kalil sobre chuvas em Belo Horizonte

Prefeito afirmou que problema será resolvido apenas em 40 anos, se os próximos administradores tiverem 'consciência' de que se trata de uma questão de 'vida'


postado em 18/10/2018 13:38 / atualizado em 18/10/2018 13:48

Forte temporal derrubou árvores em várias ruas da capital, entre elas a Barbacena, no bairro Santo Agostinho (foto: Sidney Lopes/EM/D.A Press)
Forte temporal derrubou árvores em várias ruas da capital, entre elas a Barbacena, no bairro Santo Agostinho (foto: Sidney Lopes/EM/D.A Press)

Minutos antes do temporal que alagou ruas e derrubou árvores em Belo Horizonte, nesta quinta-feira, o prefeito da capital, Alexandre Kalil (PHS), comentou que o problema só será resolvido em 40 anos, se os próximos 10 administradores mantiverem um trabalho de contenção das chuvas.

“Nós vamos continuar rezando e trabalhando, porque isso é um trabalho contíno que tinha que ter durado 40 anos”, afirmou Kalil durante coletiva à imprensa na sede da PBH.

De acordo com o prefeito, a administração dele apenas começou o trabalho, com a limpeza de tubulações e obras como a bacia de Camarões, entregue recentemente e que custou quase R$ 150 milhões para os cofres públicos.

“É um trabalho que não pode parar até se resolver o probema. E quando é que vai ser resolvido? Eu te dou a data: daqui a 40 anos, se as próximas 10 administrações não pararem de ter cuidado com a parte de saneamento básico e bacia de contenção", disse.

 

De acordo com ele, o problema não será resolvido por uma administração, mas no futuro, caso os prefeitos tiverem a "consciência que isso é uma questão de sobrevivencia e vida na capital”.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade