Publicidade

Estado de Minas

Arquidiocese celebra missa na Praça da Cemig e pede diálogo em momento de definição política

Celebração é ministrada por Dom Otacílio Ferreira de Lacerda e homenageia Nossa Senhora Aparecida há mais de 30 anos; centenas de fiéis participam do evento


postado em 12/10/2018 10:31 / atualizado em 12/10/2018 10:58

Fiéis celebram imagem de Nossa Senhora Aparecida, em missa na Praça da Cemig(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
Fiéis celebram imagem de Nossa Senhora Aparecida, em missa na Praça da Cemig (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)


Fé, união e valorização da vida humana. Para as centenas de fiéis presentes à 34ª missa de Nossa Senhora Aparecida, na Praça da Cemig, em Contagem, na manhã desta sexta-feira (12), esses sentimentos representam o dia dedicado à padroeira do Brasil. A data marca os 301 anos da aparição da imagem de Nossa Senhora.

Celebrada desde 1984, a missa é ministrada, pela segunda vez consecutiva, por dom Otacílio Ferreira de Lacerda. "Eu acredito que uma nação que escuta a voz do Senhor e a coloca em prática, será uma nação que promove a vida. É evitar qualquer tipo de violência. Escutar o que Jesus diz é nos tornamos mais humanos e fraternos", pontuou o expoente da Igreja Católica sobre a homilia da celebração. 

Dom Otacílio Ferreira de Lacerda presidiu tradicional evento pela segunda vez consecutiva(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
Dom Otacílio Ferreira de Lacerda presidiu tradicional evento pela segunda vez consecutiva (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)


Dom Otacílio aproveitou a oportunidade para evidenciar o posicionamento da Arquidiocese de Belo Horizonte diante das eleições. Ressaltou a importância do diálogo, para que a população decida o presidente da República e o governador do estado. 

Ele também se colocou contra o aborto, tendo a vida como maior ideal, e se manifestou em prol de políticas públicas ligadas à preservação do meio ambiente e à diminuição da desigualdade social. A paz também foi cobrada pelo líder religioso.

Santuário 

Santuário Nossa Senhora Aparecida: o 12º templo deste tipo na Grande BH e o primeiro em Contagem(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
Santuário Nossa Senhora Aparecida: o 12º templo deste tipo na Grande BH e o primeiro em Contagem (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)


O dia se torna ainda mais especial para a cidade de Contagem. No fim da tarde, às 17h, o arcebispo metropolitano, dom Walmor Azevedo de Oliveira, celebra a missa de instalação do primeiro santuário do município.

Sob o nome de Nossa Senhora Aparecida, a estrutura está localizada na Praça Nossa Senhora da Conceição, no Bairro Novo Eldorado. O espaço representa o 12º santuário da Arquidiocese de Belo Horizonte.

Segundo a entidade, o templo tem como missão "contribuir para que fiéis vivenciem a espiritualidade cristã católica, ser referência na acolhida dos peregrinos e fortalecer a devoção Mariana". Ainda de acordo com a Arquidiocese, os santuários são espaços de evangelização, promoção da cultura e auxílio aos mais pobres.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade