Publicidade

Estado de Minas

Companhia aérea homenageia funcionárias que superaram câncer de mama

Sete funcionárias que venceram a doença foram homenageadas; uma aeronave com as cores alusivas ao Outubro Rosa chegou ao Brasil vindo da França


postado em 03/10/2018 16:35 / atualizado em 03/10/2018 18:11

O avião com as cores do Outubro Rosa pousou na tarde desta quarta-feira no Aeroporto de Confins(foto: Matheus Adler)
O avião com as cores do Outubro Rosa pousou na tarde desta quarta-feira no Aeroporto de Confins (foto: Matheus Adler)

Outubro chegou, e com ele vem o mês de conscientização da luta contra o câncer de mama. Para dar forca à causa social, a Azul Linhas Aéreas trouxe, direto de Toulouse, na França, uma aeronave com as cores alusivas ao Outubro Rosa. Ela foi recebida no Aeroporto Internacional de Confins, localizado na Região Metropolitana de Belo Horizonte,  nesta quarta-feira.

Cerca de 50 pessoas estiveram presentes no evento realizado para receber o avião. Quando ele pousou, sete mulheres que trabalham na empresa e que venceram o câncer de mama desembarcaram do A320neo, batizado de "Vitoriosas da Azul". Uma delas é a diretora de marketing Cláudia Fernandes, que comemorou a ação.

“Olha para gente, nosso grupo de vitoriosas é quase que fosse uma outra vitória, porque é uma emoção tão grande. É difícil a gente descrever, porque o Outubro Rosa é uma causa da Azul, mas é também uma causa pessoal nossa. Quanto mais mulheres conseguirmos impactar, de que prevenir é curar, a gente vai estar feliz. Então, estar dentro desta aeronave, foram 11 horas de voo desde Toulouse até aqui,, mas foi um voo de alegria, confraternização e muita emoção de felicidade. Porque a gente está curada e está aqui para fazer este voo”, afirmou. “Este avião representa esta mensagem, de que cuidar é prevenir. Detectado precoce, o câncer de mama tem 95% de chance de cura. Então, vamos cuidar da saúde”, alertou.

Cláudia descobriu o câncer em 2015 e já está há três anos em tratamento. “Eu tinha o que eles chamam de microcalcificação que, na realidade, não era um câncer, mas era um potencial de câncer. Eu fui fazer uma cirurgia para limpeza dessas microcalcificações e na biópsia eles encontraram uma célula de câncer pequena em estágio muito inicial. Então, fiz todo o tratamento para o câncer e hoje continuo com medicação. Mas, depois de cinco anos tomando medicamento posso dizer que já estou curada. Eu estou no meu terceiro ano e já me sinto curada”, comemorou.

A expectativa da Azul é de que o novo avião, de matrícula PR-YRS, seja registrado junto às autoridades em breve, fazendo com que o azul dos céus do Brasil ganhem um tom rosa. "Mais do que proporcionar conforto aos nossos clientes e tornar a empresa ainda mais eficiente, essa aeronave tem o objetivo de conscientizar as mulheres sobre a importância de realizarem seus exames preventivos anualmente", afirmou John Rodgerson, presidente da Azul.

Nomes das funcionárias homenageadas foram escritos na aeronave(foto: Matheus Adler)
Nomes das funcionárias homenageadas foram escritos na aeronave (foto: Matheus Adler)


Ao longo de outubro, a Azul realizará mais de 15 ações para disseminar a importância de se detectar a doença precocemente. Uma delas será discursos de conscientização a bordo dos voos da empresa, que ocorrerão nas principais cidades do Brasil.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade