Publicidade

Estado de Minas

'Tornado de fogo' surpreende moradores de Nova Ponte, no Alto Paranaíba

Fenômeno ocorreu em uma fazenda. Bombeiro alerta que é preciso manter distância para garantir a segurança


postado em 21/09/2018 08:25 / atualizado em 21/09/2018 09:41



Um fenômeno natural e potencialmente perigoso assustou moradores de Nova Ponte, no Alto Paranaíba, região que, junto ao Triângulo Mineiro, vem sofrendo com incêndios nas últimas semanas. Um tornado se formou em uma área em chamas em uma fazenda da região. O Corpo de Bombeiros alerta que é preciso manter distância quando isso ocorrer. 

O fenômeno foi registrado na Fazenda Caxuana em 3 de setembro, mas as imagens só foram divulgadas agora. O tenente-coronel Anderson Passos, comandante do 8º Batalhão do Corpo de Bombeiros de Uberaba, que atende a região, diz que esse tipo de tornado se forma em condições climáticas severas. “O vento é muito forte, a temperatura é muito alta e o tempo muito seco. Não há o que fazer (para combater o tornado)”, explica. “Não é um 'tornado de fogo'. Tecnicamente falando, é um tornado que passa por uma área que está incendiada. Então, ele suga o fogo para cima com a vegetação também”. 

Vídeo mostra tornado sobre uma linha de fogo na Fazenda Caxuana(foto: Reprodução da internet/Youtube)
Vídeo mostra tornado sobre uma linha de fogo na Fazenda Caxuana (foto: Reprodução da internet/Youtube)


O militar alerta que as pessoas não devem se aproximar do tornado. “É manter a distância porque o comportamento de um tornado é errático e muito repentino, tanto a formação quanto o seu final. Ele termina como começou, de repente. Pode durar alguns segundos, ao contrário de um furacão que é um fenômeno de uma magnitude muito maior que pode ser monitorado ao longo de várias semanas, por exemplo”, detalha o tenente-coronel Passos. 


 
O bombeiro explicou que outra área atingida pelo incêndio na mesma fazenda ainda tinha árvores de pé, o que provocou um “incêndio de copa”. O fogo avançou durante a noite. “Nesse incêndio queimaram milhares de hectares de pinus e de cana também. O prejuízo é milionário da fazenda de cana, da fazenda de pinus, eucalipto e outras plantações. Muitas monoculturas. São fazendas muito grandes de uma plantação só”, informou.  




Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade