Publicidade

Estado de Minas

Temporal surpreende e causa estragos em Alvinópolis, Região Central de Minas

Chuva acompanhada de granizo e fortes ventos durou poucos minutos, mas destelhou casas, derrubou postes e deixou parte da cidade sem energia elétrica e telefone


postado em 02/08/2018 10:23 / atualizado em 02/08/2018 10:38

Ver galeria . 47 Fotos Temporal na noite de quarta-feira provocou estragos em Alvinópolis, na Região Central. Não há registro de feridos ou desaparecidosReprodução da internet/WhatsApp
Temporal na noite de quarta-feira provocou estragos em Alvinópolis, na Região Central. Não há registro de feridos ou desaparecidos (foto: Reprodução da internet/WhatsApp )

Equipes da Defesa Civil, prefeitura e outros órgãos percorrem os bairros de Alvinópolis, na Região Central de Minas Gerais, após a forte chuva que assustou os moradores na noite dessa quarta-feira. Poucos minutos foram suficientes para alagar trechos de ruas, derrubar postes e destelhar imóveis no município que fica a 163 quilômetros de Belo Horizonte. 

Em conversa com o em.com.br na manhã desta quinta-feira, o secretário de Desenvolvimento de Alvinópolis, Carlos Alexandre Cesário, contou que a Defesa Civil trabalha no levantamento do número de casas e outros imóveis danificados e verifica se há pessoas desalojadas ou desabrigadas. Não há registro de feridos ou desaparecidos até o momento. Foram pelo menos 20 chamados de moradores por conta da chuva. Na noite passada, eles chegaram a ficar sem energia elétrica e sinal telefônico. Hoje, a energia foi restabelecida em alguns locais, mas a comunicação ainda é precária. Segundo ele, até o 190 da Polícia Militar estava inativo.

“Destelhamentos de casas, muito lamaçal que invadiu a cidade oriundo das estradas rurais, tampas de caixas d'água arrancadas, portões de garagens. Foi uma espécie de tornado, muito vento com um volume de água grande junto a granizo”, detalha Cesário sobre a chuva que, segundo ele, começou às 20h30 e teria durado apenas 15 minutos. Os pontos de alagamento se formaram porque as bocas de lobo não comportaram o volume de água que entrou na cidade. O ribeirão que corta Alvinópolis não subiu, segundo ele. 

Ruas de Alvinópolis amanheceram coberta pela lama que veio das estradas vicinais(foto: Reprodução da internet/WhatsApp)
Ruas de Alvinópolis amanheceram coberta pela lama que veio das estradas vicinais (foto: Reprodução da internet/WhatsApp)


Além do centro, os bairros Manoel Puig e Souza estão entre os mais atingidos. Conforme o secretário, ainda durante a noite, funcionários da prefeitura e uma equipe da Cemig detectaram locais onde a rede elétrica foi danificada. Pelo menos cinco postes caíram, derrubando cabos de alta-tensão nas ruas. Cesário acredita que a energia ainda não foi ligada em alguns locais por conta do risco de eletrocussão de pedestres. Funcionários da prefeitura também atuam na limpeza das ruas. 

O granizo quebrou janelas em alguns prédios e a água invadiu imóveis públicos. No entanto, Carlos Alexandre Cesário explica que a prefeitura, unidades de saúde e escolas funcionam nesta quinta-feira. Ainda segundo o secretário, ainda hoje o prefeito e demais autoridades envolvidas nos trabalhos vão se reunir para avaliar o panorama e discutir se será necessário decretar situação de emergência. 

“(Esta chuva) Não é comum em época nenhuma, no máximo tem muito volume de água, mas uma tempestade típica tropical dessa não. Só meu pai que é bem mais velho conta histórias”, enfatizou Cesário. Moradores de Alvinópolis que precisarem de atendimento da prefeitura podem entrar em contato pelo telefone (31) 3855-1100.

PREVISÃO
O meteorologista Claudemir Azevedo, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), explica que Alvinópolis está em uma área propensa a chuvas mais intensas pela ação de uma das áreas de instabilidade que se encontra sobre Minas Gerais. “Essa chuva forte não deve chegar a BH. Deve ficar mais na Zona da Mata, Campo das Vertentes”, explica. 

(foto: Paulo Filgueiras/EM/DA Press)
(foto: Paulo Filgueiras/EM/DA Press)

Por volta das 10h, chovia em algumas partes de Belo Horizonte. A previsão para hoje é de céu nublado e precipitação na capital, com a temperatura variando entre 14 e 23 graus. “Com exceção das regiões Noroeste e Norte, que terão céu claro a parcialmente nublado, no restante do estado o dia é de céu nublado com chuvas isoladas e mais fortes na Zona da Mata e Vale do Aço”, informou Azevedo. 

(foto: Beto Novaes/EM/DA Press)
(foto: Beto Novaes/EM/DA Press)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade