Publicidade

Estado de Minas

Bombeiros resgatam homem com parada cardíaca durante prática de esporte radical

Depois de saltar em queda livre numa cachoeira, no Triângulo Mineiro, homem sofre com impacto de corda e fica desacordado. Bombeiros o resgataram e ele foi levado para hospital


postado em 08/07/2018 20:17 / atualizado em 08/07/2018 21:14

Resgate foi complicado, pois local, utilizado na prática de esportes radiais é de difícil acesso(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Resgate foi complicado, pois local, utilizado na prática de esportes radiais é de difícil acesso (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Um homem foi resgatado em estado grave na tarde deste domingo. Ele sentiu-se mal depois de um salto durante a prática de esporte radical numa cachoeira no Triângulo Mineiro. De acordo com as primeiras informações do Corpo de Bombeiros, um grupo realizava saltos de “tranco jump”, uma espécie de bungee jump praticado com cordas no lugar dos elásticos, quando ocorreu o acidente.



A ocorrência foi numa cachoeira na localidade de Ponte Alta, próxima à BR-262, no acesso a Jubaí, área rural de Uberaba. Equipes do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) seguiram para o local para realizar o resgate e socorro do homem, que foi identificado como Windimarc Borges, de 44 anos.

Em imagens de vídeo gravado no momento da queda, é possível ver que o Windimarc salta, porém, quando chega ao limite fica desacordado, depois de um forte impacto. Por pouco, ele não bate num paredão de pedra.

Na sequência, pessoas que monitoravam o salto o descem inerte até o chão. Ele recebeu os primeiros socorros ainda no local, prestados por outros integrantes do grupo.

Quando os bombeiros chegaram, o homem estava consciente. As primeiras avaliações apontaram que ele sofreu uma parada cardiopulmonar (RCP) e foi reanimado até a chegada do socorro médico. Em estado grave, ele foi levado para o Hospital Escola de Uberaba e encaminhado ao bloco cirúrgico com suspeita de fratura pélvica.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade