Publicidade

Estado de Minas

Pacientes são transferidos após princípio de incêndio em maternidade do Risoleta Neves

Unidade de saúde não precisou ser totalmente evacuada e apenas a maternidade ficará fechada, até a limpeza do local


postado em 05/07/2018 15:29 / atualizado em 05/07/2018 16:49

A suspeita é de que um curto-circuito tenha provocado as chamas(foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
A suspeita é de que um curto-circuito tenha provocado as chamas (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)

Um princípio de incêndio atingiu a maternidade do Hospital Risoleta Tolentino Neves, no Bairro Vila Cloris, Região Norte da capital, na tarde desta quinta-feira. A situação já foi controlada, e a unidade de saúde segue funcionando normalmente.

O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas não precisou comparecer ao local, já que as chamas foram controladas pelos brigadistas do próprio hospital. O incêndio ocorreu na sala social do 3º andar do prédio. Apesar do susto, ninguém se feriu no acidente.

Em nota, o hospital explicou que os pacientes foram realocados para outras alas e a maternidade ficará fechada até que seja feita a limpeza do local. As proporções das chamas não foram divulgadas.

Os bombeiros informaram que a Defesa civil fará uma vistoria para verificar se alguma estrutura do prédio pode ter sido comprometida pelas chamas. Procurada pela reportagem do Estado de Minas, a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) disse que ainda não recebeu nenhum pedido de vistoria.

As causas ainda são desconhecidas, mas um curto-circuito provocado pelo carregamento de um celular pode ter sido a causa do incêndio, segundo o Corpo de Bombeiros.

* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade