Publicidade

Estado de Minas

Homem que matou ex-mulher dentro de viatura é condenado a mais de 24 anos

Crime ocorreu em outubro do ano passado, quando casal seguia para delegacia em Teófilo Otoni em carro da PM. Na viagem, ele sacou de uma faca e atingiu a mulher no pescoço


postado em 21/06/2018 23:44

Laís foi surpreendida por ex-companheiro quando casal seguia para delegacia(foto: Reprodução/Facebook)
Laís foi surpreendida por ex-companheiro quando casal seguia para delegacia (foto: Reprodução/Facebook)
O homem que matou sua ex-companheira dentro de uma viatura, em Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, foi condenado a mais 24 anos de prisão em regime inicial fechado. O crime aconteceu em 7 de outubro de 2017 quando o casal, que morava em Pavão, na região, seguia no banco de trás do veículo oficial, depois que a mulher denunciou o homem por instalar câmera de vídeo no banheiro de sua casa.

Lais Andrade Fonseca, de 30 anos, foi assassinada com duas facadas no pescoço. Ela estava separada de Valdeir Ribeiro de Jesus, de 34, que seguiu vigiando a mulher, inclusive por imagens de vídeo da câmera no banheiro. Ao descobrir o equipamento, Laís chamou os policiais militares de sua cidade.

Os PMs detiveram Valdeir, que foi colocado no banco de trás da viatura ao lado da ex-companheira. A equipe de PMs seguia para Teófilo Otoni, onde seria registrada a ocorrência no plantão da Polícia Civil.

Porém, o homem que já havia sido revistado ao ser detido, sacou de uma faca e atacou sua ex-mulher, que apesar de socorrida, não resistiu. A sentença de 24 anos e seis meses foi dada em julgamento realizado nesta quinta-feira no fórum de Teófilo Otoni.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade