Publicidade

Estado de Minas

Tenente aposentado da PM é encontrado morto dentro de casa, em Ribeirão das Neves

Corpo da vítima já estava em estado de decomposição e com marcas de violência. Carro abandonado do militar levou à descoberta do crime. Um suspeito foi detido


postado em 21/06/2018 09:31 / atualizado em 21/06/2018 14:08

Uma denúncia anônima de um carro abandonado que impedia a fluidez do trânsito acabou resultando na descoberta do assassinato de um tenente aposentado da Polícia Militar (PM), cuja a identidade ainda não foi divulgada, na noite de quarta-feira (20), em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. 

O corpo da vítima, de 75 anos, foi encontrado em estado de decomposição e em cima de uma cama de um quarto da casa em que ele morava no Bairro Vale da Prata. O militar estava com lesões na cabeça e um alicate de pressão foi encontrado próximo ao corpo. 

De acordo com a PM, o estado em que o corpo foi encontrado é um indício de que o crime tenha sido cometido há mais de um dia. O tenente estava desaparecido desde o último domingo.

Proprietário de uma loja de roupas em Ribeirão das Neves, o militar aposentado disse a uma funcionária que, no domingo, iria a São Paulo para comprar roupas e retornaria na terça-feira. Contudo, segundo relato da funcionária, o militar não retornou na data combinada e não atendia os telefonemas. 

O carro abandonado, um Voyage, estava em uma rua de terra no Bairro Monte Verde e pertencia ao militar. A chave do veículo foi encontrada próximo ao local em que ele foi estacionado. A princípio, os militares pensaram que se tratavam de veículo roubado. Entretanto, o Voyage não tinha queixa de furto/roubo. 
 
PRISÃO Em análise nos registros de identificação do carro, a PM verificou que o carro era do tenente aposentado. Durante as apurações sobre o crime, a Polícia Militar prendeu um homem, suspeito de ter participado do crime, e que tinha um mandado de prisão em aberto. 

O suspeito detido contou aos militares que havia conversado com a filha da vítima na noite de quarta-feira. Na conversa, ela teria dito que o pai estava desaparecido. O corpo do tenente foi removido ao Instituto Médico Legal (IML).

De acordo com a Polícia Civil, o caso está sendo investigado, a princípio, ser considerado latrocínio – roubo seguido de morte. Vários objetos de valor, arma de fogo, e um veículo da vítima foram subtraídos. “As investigações vão prosseguir com a delegacia de área para apuração dos fatos”, explicou a corporação.
 
*Estagiário sob supervisão da subeditora Regina Werneck 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade