Publicidade

Estado de Minas

Professores da rede estadual protestam no Centro de BH

Manifestação é contra atraso e escalonamento dos salários. Categoria está parcialmente paralisada nesta quarta-feira


postado em 16/05/2018 12:31 / atualizado em 16/05/2018 15:37

Servidores fecharam a Praça Sete e BHTrans, Gurada Municipal e PM acompanham o ato (foto: Polícia Militar/ Divulgação )
Servidores fecharam a Praça Sete e BHTrans, Gurada Municipal e PM acompanham o ato (foto: Polícia Militar/ Divulgação )
Servidores da educação estadual que fazem paralisação, nesta quarta-feira, contra o atraso e o escalonamento dos salários pelo Governo de Minas Gerais.

O ato foi marcado na semana passada, após o governador Fernando Pimentel (PT) anunciar o adiamento da escala de pagamento dos servidores.

O protesto foi convocado pelo Sindicato dos Trabalhadores Únicos em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG). A categoria está paralisada nesta quarta-feira para cobrar o fim do parcelamento dos salários e dos atrasos no depósito dos vencimentos, medida adotada pelo governador Fernando Pimentel (PT) por causa das dificuldades financeiras.

A manifestação saiu da Alameda da Educação, na Praça da Liberdade, e se concentrou, no fim da manhã, na Praça Sete, na Avenida Afonso Pena. O trânsito ficou complicado na Região Central da cidade por causa do protesto, segundo a BHTrans. 

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Fazenda informou que a decisão de parcelar os salários dos servidores do Executivo Estadual é devido a crise econômica, que, “inclusive, levou o governo de Minas Gerais, com aprovação da Assembleia Legislativa, a decretar estado de calamidade financeira”. “Portanto, as datas estabelecidas no parcelamento estão diretamente relacionadas à possibilidade real de desembolso do Tesouro Estadual, considerando-se a entrada de recursos, sempre priorizando o compromisso de pagamento da folha”, afirmou.

Em relação a mudança do pagamento da primeira parcela em abril, afirmou que “a decisão foi necessária tendo em vista a análise preliminar da lista de servidores com supostos acúmulos de função apontados pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE)”. Na noite dessa terça-feira, a pasta divulgou que a primeira parcela dos salários dos servidores que recebem o vencimento escalonado será paga nesta sexta-feira
 
*Sob supervisão do editor Benny Cohen
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade