Publicidade

Estado de Minas

Centenas de católicos acompanham encenação da via-sacra em Diamantina

O sofrimento, a caminhada em direção ao Monte Calvário e a crucificação de Jesus Cristo foram encenados nas ruas, ladeiras, praças e pontos de visitação da cidade histórica


postado em 30/03/2018 18:02 / atualizado em 30/03/2018 19:34

Guarda romana de Diamantina (foto: Regiane Sampaio/ divulgação)
Guarda romana de Diamantina (foto: Regiane Sampaio/ divulgação)

Centenas de moradores e visitantes acompanharam nesta Sexta-Feira da Paixão em Diamantina (a 292 quilômetros de Belo Horizonte, Vale do Jequitinhonha), a via-sacra, com a presença da Guarda Romana, principal atração da Semana Santa na cidade, registrada como bem imaterial.  O sofrimento, a caminhada em direção ao Monte Calvário e a crucificação de Jesus Cristo foram encenados nas ruas, ladeiras, praças e pontos de visitação   da cidade histórica.
A via-sacra foi realizada pela manhã. Cerca de 90 moradores participaram da encenação, com a representação de figuras bíblicas. Inicialmente,  o público se concentrou na Praça do Bonfim, onde acompanhou a representação do julgamento de Jesus Cristo por Pôncio Pilatos e a entrega dele aos soldados romanos para ser crucificado. Muitos visitantes aproveitaram para registrar o acontecimento em fotos e vídeos.
Ver galeria . 12 Fotos  Regiane Sampaio/divulgação
(foto: Regiane Sampaio/divulgação )

Da Praça do Bonfim,  a via-sacra seguiu pelo centro histórico, com as 14 estações ocorrendo em pontos de visitação da cidade, como o Palácio Episcopal, a Igreja do Amparo e a Praça do Mercado Velho. Ao som das matracas, com muita devoção, os fieis acompanharam e a encenação da paixão e do sofrimento de Cristo em direção ao Monte Calvário, como o Encontro de Jesus com Nossa Senhora, sua mãe. Também foram lembradas outras cenas, como “uma mulher enxuga a face de Cristo” e “Jesus encontra as filhas de Jerusalém”.

A via-sacra terminou na praça em frente a Catedral de Santo Antonio, onde foi encenada a crucificação e morte de Jesus Cristo.

Na tarde desta sexta-feira, a Catedral de Santo Antonio  voltou a ficar lotada para a celebração do “Beijo na Cruz”. O ritual foi coordenado pelo padre Tadeu do Rosário, vigário-geral de Diamantina. Outra atração da programação da Semana Santa na cidade histórica é o Descernimento da Cruz, marcado para ás 20 horas, a ser presidido pelo arcebispo dom Darci José Nicioli. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade