Publicidade

Estado de Minas

Sem audição por mais de 15 dias, menino se emociona ao voltar a escutar; veja vídeo

Luiz Gustavo, de 9 anos, ficou sem audição depois que aparelho estragou. Menino viveu dias de tristeza, já que não podia escutar suas músicas. Na escola teve dificuldades


postado em 27/03/2018 22:23 / atualizado em 28/03/2018 08:27

Foram longos 17 dias de um silêncio indesejado. A tristeza só aumentava diante da ausência das notas musicais. Luiz Gustavo, em seus nove anos de idade, nos últimos seis se acostumou a ouvi-las, fosse em seu dia a dia em casa ou no som do carro a caminho da escola. Nem mesmo as vozes de seus pais ecoavam o chamando pelo nome. E dos lábios de sua irmãzinha, de sete anos, nenhuma palavra se escutava. O drama de Luiz extrapolou o ambiente familiar, comoveu os moradores de Bueno Brandão, no Sul de Minas, e ganhou as redes sociais, depois da divulgação do vídeo em que recupera a audição.

De acordo com auxiliar de escritório Juliano Martins da Silva, de 32 anos, pai do garoto, há seis anos seu filho passou a ouvir por meio de aparelho auditivo, instalado quando tinha três anos de idade. “Nos últimos seis anos ele vem tendo uma vida normal, com acompanhamento de fonoaudiólogos para melhorar a fala. Só que no dia 8 deste mês, o equipamento parou de funcionar, estragou. Enviamos para a assistência técnica, que apresentou orçamento de R$ 7.180 para o conserto, já que a garantia havia acabado há três anos”, explicou Juliano.

Juliano Martins diz que vai lutar para que seu filho tenha qualidade de via com dois aparelhos(foto: Arquivo pessoal)
Juliano Martins diz que vai lutar para que seu filho tenha qualidade de via com dois aparelhos (foto: Arquivo pessoal)
O aparelho foi implantado pelo Sistema Único de Saúde, que não financia a manutenção. Sem ter o recurso em mãos, o pai tentou negociar com a empresa que dá assistência, mas apenas conseguiu que o valor fosse parcelado no cartão de crédito. “Não tenho renda para ter tal limite no cartão. Vi a cada dia meu filho mais triste, com dificuldades na escola. Foi um sofrimento para ele, que gosta de ouvir música, para mim e minha esposa. Um amigo sugeriu a arrecadação por meio de doação em um site, mas não entraram doações”, contou o auxiliar de escritório.

Avô deu um boi para ajudar no conserto do aparelho 

Com vários amigos mobilizados, surgiu a ideia de criar uma “ação entre amigos”, como forma de incentivar as pessoas. “Meu pai me deu um boi, que vale em torno de mil reais. Colocamos ele de prêmio e imprimimos mil bilhetes de R$ 10. Tão logo entrou o dinheiro, autorizei a empresa a consertar o aparelho. Nossa luta agora é conseguir recursos para instalar um segundo aparelho, já que o SUS só liberou um, que permitirá meu filho ter audição no ouvido esquerdo. Com dois, além de evoluir no aprendizado, principalmente da fala, ele não vai passar por uma situação como essa de ficar dias sem audição”, destacou.

Luiz Gustavo teve uma explosão de alegria ao recuperar audição(foto: Reprocução)
Luiz Gustavo teve uma explosão de alegria ao recuperar audição (foto: Reprocução)
O vídeo em que Luiz Gustavo recoloca o aparelho depois de consertado, vem crescendo em visualizações nas redes sociais. A reação dele ao ouvir novamente é surpreendente. Ele chora de emoção. “Fui com ele buscar o aparelho na casa de meu amigo, que o trouxe da empresa em São Paulo. Nossa, foi algo incrível ver a alegria de volta aos olhos de meu filho. Assim que entrou no carro a caminho de casa, ele ligou o rádio para ouvir música”, recordou o pai. Luiz, emocionado, abraçou seu pai e o amigo que trouxe o aparelho e retomou sua vida normal. O garoto nasceu surdo e depois de passar por alguns pediatras, só teve diagnóstico para a deficiência quando tinha um ano e meio de idade.

Juliano Martins diz que vai lutar para conseguir o segundo aparelho.  “Só tenho um carro de patrimônio que poderia vender, mas dependo dele para trabalhar. O pedido de doação continua no site e gostaria muito de arrecadar um montante para colocar numa caderneta de poupança e iniciar a caminhada para compra o outro aparelho ou, se precisar, usar na manutenção do atual. Há três anos, por ocasião da cirurgia e colocação do equipamento, sei que o custo era alto, em torno de R$ 70 mil. Mas vale  lutar pelo bem-estar do Luiz”, pontuou.

Quem quiser apoiar o sonho de Juliano, pode doar no endereço eletrônico http://vaka.me/hxzbnf.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade