Publicidade

Estado de Minas

Ex-secretário de Saúde e vereador de Divinópolis são denunciados pelo MPMG

Eles são acusados de estelionato e peculato. Se condenados, deverão pegar penas de reclusão, multa e terão que devolver verba desviada


postado em 21/03/2018 16:28 / atualizado em 21/03/2018 18:15

(foto: NANDO OLIVEIRA/ESP. EM/D. A PRESS)
(foto: NANDO OLIVEIRA/ESP. EM/D. A PRESS)
Um vereador e um ex-secretário de Saúde de Divinópolis, na Região Centro-Oeste do estado, foram denunciados pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG). De acordo com o órgão, os dois foram denunciados por crimes de estelionato e peculato, sendo que o vereador também teria recebido gratificação pela preceptoria de alunos de medicina da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) entre julho de 2014 de setembro de 2015. 

A denúncia foi feita por meio da Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Divinópolis, que formalizou o pedido em novembro de 2016, afirmando que o político teria recebido uma gratificação, paga com a conivência do ex-secretário municipal, por acompanhar alunos da universidade. O MPMG informou que o vereador teria angariado R$ 16.466,48, em valores corrigidos.

De acordo com a investigação da Promotoria de Justiça, o político encaminhou para a Secretaria Municipal de Orçamento e Gestão uma lista solicitando pagamento do benefício. O pagamento só foi suspenso, no entanto, após a posse de nova gestão da pasta. Se o vereador e o ex-secretário forem condenados, poderão pegar penas de reclusão, pagar multa, além de devolver dinheiro desviado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade