Publicidade

Estado de Minas

BH tem quedas de árvores e carros arrastados durante temporal acompanhado de granizo

A Defesa Civil de Belo Horizonte já tinha emitido um alerta para temporais até a manhã deste sábado


postado em 16/03/2018 16:55 / atualizado em 16/03/2018 21:22

Ver galeria . 5 Fotos Avenida Augusto de Lima em frente ao Fórum LafayetteDiego Alves
Avenida Augusto de Lima em frente ao Fórum Lafayette (foto: Diego Alves )

Moradores de Belo Horizonte foram surpreendidos por um temporal no fim da tarde desta sexta-feira. Novamente, estragos foram registrados. O céu, que estava com poucas nuvens desde a manhã, ficou encoberto rapidamente. Em pouco tempo, árvores caíram sobre veículos e a energia elétrica caiu em alguns bairros. Quatro córregos da cidade transbordaram com o grande volume de água.
Chuva nas avenidas Silva Lobo e Barão Homem de Melo (foto: Ruth Soares)
Chuva nas avenidas Silva Lobo e Barão Homem de Melo (foto: Ruth Soares)

Na Região Oeste, há relatos de queda de granizo. A Avenida Francisco Sá, próximo ao Bairro Gutierrez, carros foram arrastados. Pontos de alagamentos também foram registrados em outros pontos da cidade. O cenário após a enchente, no entanto, é de destruição. O repórter Alexandre Guzanshe foi até a via e flagrou carros tombados, veículos batido em postes e movimentação por parte dos moradores do bairro.



Devido ao temporal, a Defesa Civil emitiu um alerta. “Em virtude das fortes chuvas que caem em Belo Horizonte neste momento, já com indicativos de vários pontos de alagamento, nos 80 pontos analisados recomendamos que as pessoas permaneçam em seu local de trabalho ou em casa e aguardem o término da chuva. Evitem as áreas de alagamentos, as beiras de córregos e avenidas com vias abertas para que não tenhamos problemas maiores e que as medidas de autoproteção sejam observadas”, afirmou o coronel Alexandre Lucas, coordenador da Defesa Civil.




Novamente, comerciantes, motoristas e pedestres que passam ou vivem na Avenida Francisco Sá voltaram a ter problemas. A via rapidamente foi inundada durante o temporal. De acordo com o Corpo de Bombeiros, carros foram arrastados pela correnteza. Viaturas da corporação seguem para o local. Ainda não há informações sobre vítimas.

De acordo com uma funcionária de um estabelecimento da região, a via está alagada e motoristas pararam em um posto de gasolina para aguardar o nível da água baixar. "Ninguém entra e ninguém sai. A avenida inundou e até alguns carros estão sendo levados. Alguns ônibus estão conseguindo passar devagarinho", contou. 

Ver galeria . 14 Fotos A Avenida Francisco Sá, próximo ao Bairro Gutierrez, carros foram arrastados. O cenário após a enchente, no entanto, é de destruiçãoAlexandre Guzanshe/EM/DA Press
A Avenida Francisco Sá, próximo ao Bairro Gutierrez, carros foram arrastados. O cenário após a enchente, no entanto, é de destruição (foto: Alexandre Guzanshe/EM/DA Press )


Em outro ponto da cidade, a mesma situação foi registrada. O acúmulo de água encobriu a Avenida Barão Homem de Melo. Vários veículos foram arrastados. Viaturas do Corpo de Bombeiros também foram para o local.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, uma árvore caiu sobre um carro na Rua Santo Antônio do Monte, no Bairro Santo Antônio, na Região Centro-Sul da capital mineira. O veículo estava estacionado, por isso ninguém ficou ferido. Os bombeiros também receberam diversas chamadas para pessoas presas em elevadores na Região Centro-Sul. A maioria das ligações era de endereços no Bairro de Lourdes.

Por meio das redes sociais, vários moradores relataram ocorrências durante o temporal. “BH não aguenta uma chuva que alaga a cidade toda”, disse Breno Antônio. “Chuva forte agora no Centro de BH”, afirma Luiz Henrick. “Dilúvio na Região Oeste”, alertou Felipe Fepa. “A chuva tá fazendo drift aqui em BH”, contou Vinícius Ramos.  “Acabou de virar noite em BH. Vem chuva pesada ai”, comentou Helderson Silva.

Os níveis de vários córregos subiram e transbordaram, como o Córrego Cachoeirinha, na Região Nordeste de Belo Horizonte, e o Leitão, na Região Centro-Sul, Córrego dos Pintos, na Noroeste e Córrego Piteiras, na Oeste.

Trânsito

A volta para casa também foi de caos. Devido ao fechamento de várias vias devido a inundações, longas filas se formaram por vários pontos da cidade. De acordo com a BHTrans, o trânsito ficou retido na Avenida Amazonas, entre Timbiras e Francisco Sá, em direção ao bairro, na Teresa Cristina, na altura do Viaduto Itamar Franco, nos dois sentidos.

Froam fechados os cruzamentos da Avenida Amazonas com a Avenida Francisco Sá, devido a inundação, e a Avenida Barão Homem de Melo, no cruzamento com a Avenida Silva Lobo.









Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade