Publicidade

Estado de Minas

Ônibus cai em córrego na Região do Barreiro e deixa cinco mortos e quatro gravemente feridos

Acidente com veículo da linha 305 foi às 19h15 desta terça-feira no Bairro Mangueiras. Motorista está entre as vítimas fatais


postado em 13/02/2018 20:40 / atualizado em 14/02/2018 00:27

O Bairro Mangueiras fica nos limites entre Belo Horizonte e Ibirité, ao lado do Vale do Jatobá. (foto: Leandro Couri/EM/D.A press)
O Bairro Mangueiras fica nos limites entre Belo Horizonte e Ibirité, ao lado do Vale do Jatobá. (foto: Leandro Couri/EM/D.A press)

Um acidente grave mobiliza um grande efetivo do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) na noite desta terça-feira no Bairro Mangueiras, Região do Barreiro, em Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Militar, um ônibus da linha 305 (Estação Diamante/Mangueiras) ficou sem controle e caiu dentro de um córrego na Rua José Luiz Raso, matando cinco pessoas, sendo quatro mulheres e o motorista Marcio João de Carvalho, de 60 anos.

Segundo o tenente-coronel Sílvio Mendes, a polícia chegou rapidamente ao local do acidente e fez o isolamento da área. O militar acredita que o veículo estava sem controle porque deveria ter feito a conversão em outra rua, mas passou direto. No fim de uma descida de 500 metros, em alta velocidade, o ônibus saltou sobre o canal e bateu num muro de contenção, repousando sobre um raso leito d'água.
Ver galeria . 11 Fotos Acidente com veículo da linha 305 foi às 19h15 desta terça-feira no Bairro Mangueiras. Motorista está entre as vítimas fatais Leandro Couri/EM/D.A press
Acidente com veículo da linha 305 foi às 19h15 desta terça-feira no Bairro Mangueiras. Motorista está entre as vítimas fatais (foto: Leandro Couri/EM/D.A press )

De acordo com o médico Alecsander Senna Perez, do Samu, diante da gravidade do acidente, a Rede de Saúde foi acionada e colocou em ação o Plano de Catástrofe. Ao todo, 18 feridos deram entrada em hospitais. Desses, quatro estavam em estado grave, com risco de morrer, entre eles um adolescente que teve um dos braços dilacerados. Dos feridos, 11 foram atendidos por equipes do Samu ou dos Bombeiros. Os outros sete foram levados aos hospitais por pessoas que estavam no local. A notícia de que havia um bebê de colo entre as vítimas não foi comprovada.

Vários moradores da região ajudaram a socorrer as vítimas. A babá Eliane Rodrigues, que mora próximo ao local do acidente, conta que ouviu o estrondo e, quando saiu de casa, viu vários moradores correndo em direção ao córrego. "Foi uma coisa terrível, pessoas mutiladas, com vários cortes e fraturas. Pelo menos 10 feridos estavam deitados na rua, todos muito assustados e pedindo por socorro. Foi difícil ver as pessoas sofrendo e nada poder fazer. Eu apenas orei para que elas sofressem menos”, disse Eliane.

Da mesma forma, o engenheiro Clayton Goulart, de 39 anos, disse que ouviu o estrondo e na sequência uma gritaria. “Foi por volta das 19h15, eu estava em casa e ouvi um estrondo. Fui ver e não acreditei que o ônibus tinha caído no córrego. Corri para socorrer as pessoas, mas não deu para fazer muita coisa. Quando os Bombeiros e o Samu chegaram, as pessoas começaram a ser levadas para os hospitais. Acho que tinha pelo menos 20 passageiros no ônibus, mas não deu para ver muita coisa”, relatou Goulart.

Motoristas e cobradores do transporte coletivo da região foram até o local onde o colega se acidentou e morreu. Segundo esses profissionais, os condutores vivem em situação de estresse, principalmente nos fins de semana, quando são poucos ônibus e eles ainda são obrigado a cobrar a passagem.

Segundo o coronel Willian da Silva Rosa, comandante de operações dos Bombeiros, a causa do acidente será apontada pela perícia, já que são várias as hipóteses, que vão desde um problema mecânico até um possível mal-estar do motorista. O Bairro Mangueiras fica nos limites entre Belo Horizonte e Ibirité, ao lado do Vale do Jatobá.

Por meio de nota, a Prefeitura de Belo Horizonte informa que está prestando toda assistência às vítimas do acidente com o ônibus da linha 305 na região do Barreiro. "O plano de contingência do CopBH foi acionado imediatamente. A última vistoria do veículo foi em 27/10/2017 e a próxima, de acordo com as normas vigentes, seria em 18/5/2018."

 

ATENÇÃO: AS IMAGENS A SEGUIR SÃO MUITO FORTES E CHOCANTES

  


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade