Publicidade

Estado de Minas

Polícia esvazia prédio do juizado criminal por suspeita de bomba

Foi constatado que a embalagem suspeita tratava-se, na verdade, de dois celulares. A polícia procura pelo responsável


postado em 08/02/2018 15:51 / atualizado em 08/02/2018 17:13

Na manhã desta quinta-feira, um funcionário do Juizado Especial Criminal, localizado no Bairro Coração Eucarístico, na Região Noroeste da capital, encontrou uma embalagem suspeita no banheiro do prédio. A Polícia Militar foi acionada e as pessoas foram retiradas do local para atuação do Esquadrão Antibombas, que descartou a presença de explosivos.

De acordo com a PM, o material foi encontrado embaixo do vaso sanitário. Foi constatado que tratava-se, na verdade, de dois celulares enrolados em um saco preto e fita adesiva. O responsável ainda não foi identificado. Segundo os militares, apesar de não ser um material explosivo, é importante, em casos suspeitos como este, que a polícia seja acionada.

A Polícia Civil informou que os aparelhos foram recolhidos e serão encaminhados para perícia. Segundo os policiais, caso seja possível identificar o dono dos celulares ou quem os deixou no banheiro, esta pessoa vai ser intimada a prestar depoimento.

* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade