Publicidade

Estado de Minas

Servidores da Funed fazem paralisação nesta quarta-feira

Entidade realiza exames de diagnóstico, como os da febre amarela. Servidores reivindicam pagamento de benefícios e reclamam de atraso de salário


postado em 07/02/2018 12:08 / atualizado em 07/02/2018 17:31

Servidores da Funed participam de paralisação nesta quarta-feira(foto: Sind-Saúde/Divulgação)
Servidores da Funed participam de paralisação nesta quarta-feira (foto: Sind-Saúde/Divulgação)
Servidores da Fundação Ezequiel Dias (Funed) em Belo Horizonte fazem uma paralisação parcial na manhã desta quarta-feira. No início da tarde, haverá uma assembleia na qual eles vão votar a possibilidade de uma greve. Além da produção de vacinas, a Funed realiza exames para diagnosticar doenças, entre elas a febre amarela. 

De acordo com o Sindicato Único dos Trabalhadores da Saúde de Minas Gerais (Sind-Saúde), cerca de 200 servidores aderiram à paralisação. Entre as reivindicações estão o pagamento de benefícios, como o vale-transporte e auxílio-creche, além do fim dos atrasos no pagamento de salários e do restante do 13º. 

No fim da manhã, o sindicato informou que representantes da entidade e uma comissão de trabalhadores se reunirão com o diretor da Funed e um representante da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão de Minas Gerais (Seplag) para discutir o assunto. Às 13h, haverá uma assembleia para apresentar o resultado do encontro e deliberar sobre uma possível greve. 
 
Representantes se reúnem com diretoria e Seplag para apresentar pauta de reivindicações(foto: Sind-Saúde/Divulgação)
Representantes se reúnem com diretoria e Seplag para apresentar pauta de reivindicações (foto: Sind-Saúde/Divulgação)
Por meio de nota, a Funed explicou que não tem governabilidade sobre os pagamentos dos servidores, mas está contemporizando com eles, o sindicato e o governo de Minas Gerais. A instituição também informou que a paralisação  “não prejudicou as análises laboratoriais do Serviço de Virologia, entre elas a de Febre Amarela. A Fundação, em acordo com o Sind-Saúde, mantém o compromisso da manutenção de seus serviços essenciais, como recebimento de amostras e análises de vigilância epidemiológica”, finalizou. 

Em outro posicionamento, a Funed informou que uma reunião foi feita na manhã desta quarta-feira entre representantes do Sind-Saúde, da Seplag e da Funed. De acordo com a fundação, a greve teve início no começo da semana com uma parte dos servidores que anteciparam, em uma hora, o horário de saída do trabalho e que a paralisação foi suspensa após a reunião, embora as negociações continuem em discussão. 

"A presidência da Funed reitera, junto a seus colaboradores, o compromisso de continuar contemporizando com Sindicato, servidores e Governo de Minas", informou a Funed.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade