Publicidade

Estado de Minas

Presos suspeitos de envolvimento na morte de esposa de sargento da PM em Abaeté

Três pessoas foram detidas durante operação nesta quarta-feira. Polícia trabalha com hipótese de roubo seguido de morte


postado em 17/01/2018 08:25 / atualizado em 18/01/2018 06:40

Mulher saiu de casa para fazer compras. Corpo foi encontrado na noite de réveillon(foto: Reprodução da internet/Facebook)
Mulher saiu de casa para fazer compras. Corpo foi encontrado na noite de réveillon (foto: Reprodução da internet/Facebook)
A Polícia Civil prendeu três suspeitos de envolvimento na morte de Katyane Araújo, esposa de um sargento da Polícia Militar (PM) de Abaeté, na Região Central de Minas Gerais. A corporação trabalha com a hipótese de latrocínio, roubo seguido de morte. O crime ocorreu em 30 de dezembro do ano passado.

Segundo informações da Polícia Civil da cidade, o trio foi detido na manhã desta quarta-feira durante a Operação Cavalo de Tróia. Dezoito policiais civis cumprem mandados de busca e apreensão em diversos imóveis da cidade. A ação acontece simultaneamente em Minas e no Distrito Federal. 

Os suspeitos eram monitorados desde a manhã de ontem, mas a ação que levou às prisões começou nesta madrugada, por volta da 1h30. “Cumprimos quatro mandados de busca e apreensão na cidade (Abaeté), colhemos provas, alguns eletrônicos”, explica o delegado Rodrigo Noronha. “Vamos passar agora para a colheita das declarações. Eles já estão acompanhados de advogados desde o início e o passo agora é definir autoria, motivação e demais circunstâncias dos crimes. Teve, em tese, latrocínio ou homicídio, e tentativa de destruição do cadáver”, detalha o policial. 
Mandados judiciais são cumpridos em Abaeté e no Distrito Federal(foto: Polícia Civil/Divulgação)
Mandados judiciais são cumpridos em Abaeté e no Distrito Federal (foto: Polícia Civil/Divulgação)

A denúncia do desaparecimento da mulher foi feita por familiares em 30 de dezembro. Testemunhas relataram a polícia que ela saiu de casa com R$ 2 mil, por volta das 20h, para ir ao mercado. No mesmo dia, aproximadamente uma hora depois, o carro dela foi encontrado em uma estrada vicinal próximo a MG-176, em um local conhecido como Estrada dos Potreiros. O veículo estava incendiado, mas nenhum suspeito foi localizado na região.

As buscas continuaram para tentar localizar pistas do paradeiro de Katyane e também dos criminosos que tenham cometido o crime. Na noite da véspera do réveillon, a PM recebeu uma denúncia dizendo que um corpo foi encontrado na zona rural do município. Os policiais foram até o local indicado e encontraram o corpo da mulher parcialmente carbonizado. 

“O cadáver foi encontrado 21h, a uma distância de oito quilômetros de onde estava o carro. A mulher apresentava marcas de lesão contundente. Recolhemos no local parte de um frasco provavelmente utilizado para o transporte de combustível usado para queimar a vítima”, informou o delegado Rodrigo Noronha à reportagem do em.com.br em 4 de janeiro. 
Carro da vítima foi encontrado em chamas na zona rural da cidade (foto: Polícia Civil/Divulgação)
Carro da vítima foi encontrado em chamas na zona rural da cidade (foto: Polícia Civil/Divulgação)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade