Publicidade

Estado de Minas

Público aguarda o show de fogos na orla da Lagoa da Pampulha

Serão 12 minutos de fogos com mais de 300 efeitos, entre cakes, candeias e morteiros de até oito polegadas, que poderão ser vistos de toda a extensão dos 18 quilômetros da orla da Lagoa da Pampulha e de diversos pontos da região turística


postado em 31/12/2017 23:17

Milhares de pessoas já procuram o melhor lugar para ver o show pirotécnico (foto: Leandro Couri/EM/D.A.Press)
Milhares de pessoas já procuram o melhor lugar para ver o show pirotécnico (foto: Leandro Couri/EM/D.A.Press)

O clima já é de expectativa na Orla da Lagoa da Pampulha para o show de fogos. Milhares de pessoas já escolhem os melhores locais para acompanhar 28º Réveillon da TV Alterosa. O casal Maria das Dores Silva, 25 anos, e Wallison Martins Silva, de 30, foram cedo para a Pampulha já pensando em encontrar um bom lugar para admirar o espetáculo da queima de fogos."É a segunda vez que a gente vem aqui. Acho muito legal e bonito ver os fogos e estar no meio dessa emoção", disse Maria.

A chegada ao local está tranquila na noite deste domingo. Agentes da BHTrans já colocaram em ação uma operação especial no trânsito para evitar a lentidão. Parte da Avenida Otacílio Negrão de Lima foi fechada para o público. Policiais militares e guardas municipais cuidam da segurança.

A maior festa da virada de ano da capital mineira terá um show de luzes no complexo eleito Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. Serão 12 minutos de fogos com mais de 300 efeitos, entre cakes, candeias e morteiros de até oito polegadas, que poderão ser vistos de toda a extensão dos 18 quilômetros da orla da Lagoa da Pampulha e de diversos pontos da região turística. São 20 toneladas de equipamentos e artefatos utilizados. Eles foram preparados por profissionais com experiência no setor e dentro de rigorosos padrões de segurança. Os fogos foram colocados em balsas. Três das embarcações ficarão posicionadas entre o vertedouro da represa e o Iate Tênis Clube, enquanto a outra ficará ancorada próximo à igrejinha de São Francisco de Assis.

Maria das Dores Silva e Walisson Batista de Freitas celebram o ano novo na Lagoa da Pampulha(foto: Leandro Couri/EM/D.A.Press)
Maria das Dores Silva e Walisson Batista de Freitas celebram o ano novo na Lagoa da Pampulha (foto: Leandro Couri/EM/D.A.Press)


Alimentação

Belo-horizontinos e turistas que participarem do evento também terão à disposição diversos pontos para lanche, podendo escolher entre variadas opções de cardápio. Cerca de 100 fornecedores foram cadastrados e tiveram treinamento com representantes de órgãos de segurança, além passar por fiscalização da Vigilância Sanitária. A festa conta com apoio da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e da Guarda Municipal.

A TV Alterosa providenciou o isolamento dos imóveis e estruturas integrantes do patrimônio histórico da Pampulha, como o Museu de Artes, a Casa do Baile e a igrejinha. Todos os anos é feito um inventário fotográfico das condições desses pontos antes do evento, para que possa ser providenciado o reparo de tudo o que eventualmente for danificado. Uma equipe da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) fará a limpeza do local antes e depois da festa.

Suporte

Serão 300 banheiros químicos espalhados entre os pontos de visualização do espetáculo pirotécnico na Pampulha. Visitantes terão ainda à disposição dois postos médicos e seis UTIs móveis para atendimento, localizados no vertedouro, na Praça de Iemanjá e na praça da Igreja São Francisco de Assis. A segurança é promovida por operação conjunta envolvendo as polícias Militar e Civil, Guarda Municipal, Corpo de Bombeiros, Regional Pampulha, Superintendência de Limpeza Urbana e BHTrans.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade