Publicidade

Estado de Minas

Alagamentos deixam moradores em alerta na Região da Pampulha

Comunidade do Bairro Santa Terezinha está atenta a novos riscos de inundação e teme mais prejuízos na virada do ano. Previsão é de chuva forte


postado em 31/12/2017 09:38 / atualizado em 31/12/2017 12:46

No Bairro Santa Terezinha, moradores denunciam que água de estação da Copasa volta pelas bocas de lobo. Na Avenida Heráclito Mourão de Miranda, encosta do canal cedeu(foto: Simon nascimento/divulgação)
No Bairro Santa Terezinha, moradores denunciam que água de estação da Copasa volta pelas bocas de lobo. Na Avenida Heráclito Mourão de Miranda, encosta do canal cedeu (foto: Simon nascimento/divulgação)

A forte chuva desse sábado na Região Metropolitana de Belo Horizonte deixou os moradores do Bairro Santa Terezinha, na Região na Pampulha, em alerta contra alagamentos. O bairro foi um dos mais castigados pela chuva. Um dos locais críticos, em que imóveis e carros foram invadidos pela água, foi entre as ruas Chapada do Norte, Elmar, Cristiano Otoni e Piau.

Neste domingo, moradores amanheceram o dia tirando o lixo acumulado dos bueiros. A assistente administrativo Eliane Soares Martins, de 52 anos, moradora da Rua Seis, no Bairro Conjunto Lagoa, próximo ao Bairro Santa Terezinha, conta que a água subiu cerca de um metro e inundou casas. "Isso aqui ficou igual a um rio, os vizinhos avisaram que estava inundando e conseguimos tirar os carros a tempo", disse.

Ela mora no local há quatro anos e na última vez, a água tomou toda a casa. Para a virada, Eliane teme passar o ano com a casa inundada. "Vamos lacrar os portões com borracha para não deixar a água passar. A gente fica com medo", desabafa.

Para o último dia de 2017, a previsão  do instituto PUC Minas/TempoClima é de mais temporais. É possível que a virada do ano seja debaixo de chuva. A temperatura máxima deve cair um pouco e ficar na casa dos 28° C.

Balanço

A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec/BH) informou na manhã deste domingo que registrou 33 ocorrências de alagamentos por causa da chuva em Belo Horizonte. Os danos foram causados entre esse sábado e a manhã de hoje.

Entre o registros também estão três desabamentos parciais de muro de arrimo, quatro enchentes ou inundações, um risco de destruição ou desabamento de muro e um risco ou ameaça de escorregamentos e deslizamentos.

A partir de 14h, há a possibilidade de chuvas (40 a 60 mm), com raios e rajadas de vento (até 50 km/h). O alerta preventivo é válido até 8h de segunda-feira, segundo o órgão.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade